ZTOP

Sony Xperia ZQ: um foblet 4G para o mercado brasileiro

DSC02561

A Sony Mobile apresentou hoje na CES 2013 sua nova família de smartphones gigantes (ou foblets), composta pelos aparelhos Xperia Z e Xperia ZL. A diferença entre eles é apenas no acabamento externo, mas nenhum será lançado no mercado brasileiro.

O que virá é o Sony Xperia ZQ, a ser lançado no segundo trimestre e exclusivo para o Brasil.

O Sony Xperia ZQ nada mais é do que o rádio 4G do Xperia ZL modificado para as frequências LTE específicas do nosso país.

Conversei após a coletiva da Sony com Jorge Aguiar, presidente da Sony Mobile no Brasil e na América do Sul, e ele disse que o aparelho chega no segundo trimestre, nas principais operadoras, sem definição de preço sugerido ainda.

A justificativa para a escolha do Xperia ZQ (e não de uma variante do lindo Xperia Z, com acabamento de vidro na traseira) é o tamanho do dispositivo, que será vendido em preto e branco.

Aguilar citou pesquisas com consumidores feitas pela Sony Mobile comparando o formato dos dois dispositivos (já que seu interior é o mesmo) e a maioria preferiu o formato menor e com tela que ocupa 75% da superfície da frente do Xperia ZQ. O executivo disse ainda que outros aparelhos com Android da linha Xperia, incluindo um modelo com suporte a dois SIM cards de operadoras, serão anunciados no mercado brasileiro nos próximos meses, além do Xperia ZQ.

As especificações do Xperia Z/ZL/ZQ impressionam: telas full HD (1920 x 1080) de 5 polegadas, processador Qualcomm Snapdragon S4 Pro quad-core de 1,5 GHz, câmera de 13 megapixels com processador Exmor RS capaz de capturar fotos e vídeos simultaneamente e com efeitos HDR, conectividade NFC (chamada pela Sony de One Touch) e bateria com promessa de maior tempo de espera.

O corpo do Xperia Z é um pouco maior por conta do acabamento em vidro na traseira e proteção contra água e poeira (padrões IP55 e IP57), uma exigência do mercado japonês de smartphones atual:

Na mão, apesar da tela grande (achei um pouco brilhante demais, acredito que estavam configuradas no modo máximo), o Xperia ZQ não dá a impressão de “raquete de ping pong” comum a outros foblets (alô Samsung Galaxy Note 2, estou falando de você).

Tirei umas fotos do aparelho de Aguilar, que usa um protótipo desde o final de 2012 e do Xperia ZL em demonstração no estande da Sony. E a câmera de 13 megapixels é rápida, pelas demos que vi no estande da Sony com os dois modelos (Z/ZL).

Pelo tempo que passei com o Xperia ZQ, tive a sensação de velocidade e fluidez – mas números enormes só serão comprovados no review do smartphone, em algum momento do segundo trimestre. E é um smartphone grande sem ser muito grande, seguindo a tendência que o Motorola RAZR i começou no final do ano passado com sua tela cheia.

Galeria de fotos do Xperia ZQ (protótipo):

Tela inicial:

Visto por cima:

Visto de lado:

Visto do outro lado: o liga-desliga fica agora no meio, mas a Sony manteve o botão disparador da câmera.

A câmera é capaz de filmar e fotografar ao mesmo tempo (aqui em um modo altamente desconfigurado, por sinal)

E reproduzindo um vídeo em Full HD:

O menu inicial com interface Sony:

O Xperia ZQ roda Android 4.1 Jelly Bean:

Detalhes vistos no estande: abaixo da tela estão a luz de notificações e a câmera frontal – que utiliza os mesmos recursos do processador Exmor RS para aprimoramento de imagem:

E o acabamento traseiro (o protótipo de Aguilar não era ainda o final):

Finalmente, ao lado do lindo irmão Xperia Z, que tem o mesmo tamanho de tela, mas é BEM maior:

Mais sobre a CES 2013 no ZTOP.

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin