ZTOP

Sony Cledis: o produto mais legal da CES 2017

Sony Cledis é a tecnologia mais interessante e legal que vi na CES 2017. É uma tela de 45 centímetros de lado, que pode se unir a diversas outras, criando um painel gigante expansível, de altíssima resolução.

Cledis significa “Crystal LED Integrated Structure” e usa nano-LEDs criados pela Sony para ser fonte de luz em uma estrutura única – e que não pode ser obtida com um painel LED tradicional.

O resultado é impressionante: é uma tela de cinema, sem projetor, com poucos reflexos e com um encaixe praticamente imperceptível entre os painéis. Este estava exposto na entrada do estande da Sony na CES 2017  e tinha algumas dezenas de painéis juntos.

A tecnologia usada, de acordo com a Sony, usa LEDs ultrafinos (R, G, B) montados na superfície da tela, com cada pixel emitindo luz de forma independente. A fabricante diz que cada pixel tem o tamanho de apenas  0,003 mm2 – o que significa que a superfície coberta tem mais de 99% de preto, permitindo um contraste impressionante, mesmo em ambientes iluminados. O ângulo de visualização é de quase 180 graus e a tela é compatível com conteúdo em HDR (alto contraste dinâmico).

O público-alvo dessa nova tecnologia – que pode ser montada com  o tamanho que o cliente pedir – são estúdios de design, fábricas, parques de diversão, museus, entradas de prédios e salas de reunião ou mesmo estúdios de TV. O Sony Cledis já está disponível sob encomenda.


Nagano Comenta: Quando visitamos a CEATEC Japan em 2010 vimos uma demo semelhante no stand da Sony onde a empresa montou um impressionante video wall de 4,8 metros de altura por 21,7 metros de largura…

… formados por painéis de LED que podem ser o precursor do Cledis:

Na época, o mundo vivia a coqueluche do tudo 3D sendo que esse telão era compatível com a tecnologia 3D ativa da Sony.

O mais impressionante era que para realizar a demo na frente de centena de pessoas, a equipe da Sony levava uma 1/2 hora para recolher e distribuir (onerosos) óculos 3D para todo mundo e não vi nenhum deles saindo de fininho com um no bolso. O pessoal fazia fila e devolvia para o pessoal do stand.

Também note que esse telão ficava de frente para a demo de TVs 3D da sua rival Panasonic — yep, briga de vizinhos is hell!

Ah, bons tempos aqueles…

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • Adriano De Lima

    Produto interessante, na mão de algum designer (ou gamedesigner) pode virar algo sensacional.

    • Mario Nagano

      Sim, a Sony tem uma tradição em telas imensas que acho que teve início na Expo ’85 de Tsukuba onde a empresa apresentou o Jumbotron, seu primeiro telão:

      https://uploads.disquscdn.com/images/6308b21339e6a650a5cb1a1db3dd015fed215808a6ba21b58e7c1d3cb4fa2ab6.jpg

      O bizarro dessa tela é que na época a tecnologia de LED ainda era muito primitiva (o azul nem tinha sido inventado) de modo que a Sony usou tubos de imagem cuja tela era formada por 16 “pixels” cuja cor era obtida com o uso de diferentes tipos de fósforo (vermelho, verde e azul).

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien