ZTOP

Seu Barracuda quebrou? Manda ele pra… Jaguariúna!!!

No início de 2005 eu comprei um HD Seagate Barracuda 7200.7 ST3120022A de 120 GB PATA que foi instalado no meu servidor de mídia (um dual Pentium III de 800 MHz) e que trabalhou quase que initerruptamente (24/7) por vários anos até ser aposentado em fevereiro de 2008 depois de mais de 26,3 mil horas de bons serviços prestados.

Como o disco aparentava estar em boas condições, eu ainda usei-o por algum tempo como um disco externo USB para fazer backups até que num lindo dia ele morreu de morte morrida em março, sem apresentar nenhum sintoma prévio de desgaste, como os famosos cliques do braço de leitura/gravação ou aquele ruído agudo característico de um mancal de disco desgastado (brrr…)

Como eu nem me lembrava onde estava a nota fiscal do produto (se é que ele tinha uma), o disco ia literalmente para o saco (de lixo), quando me lembrei das apresentações da Seagate e da sua tão falada garantia mundial de 5 anos para qualquer produto adquirido legalmente — inclusive no Brasil. De fato, o procedimento ficou até mais simples depois do acordo que a Seagate fez com a Flextronics, já que, no caso de pedido de manutençãao ou troca, basta enviá-lo para a unidade desta última em Jaguariúna — interior de SP — que, após a verificação e confirmação do defeito de fábrica (e não de mau uso), a mesma é consertada ou a peça é trocada por uma nova, enviando-a de volta por Sedex por conta da Seagate.

(Conheça o procedimento depois do clique)

Para começar, fui visitar o site www.parceiroseagate.com.br como um usuário qualquer e procurei a página de garantia onde, no final dessa página, existe um seção de links (imagem ao lado) onde podemos encontrar duas opções importantes: Consulte a Garantia do seu Disco e Abra seu RMA.

Primeiro fui checar se meu disco estava em garantia: Informei o modelo e número de série do disco e, para minha surpresa, ele estava em garantia até 2010 (uia!).

Com essa afirmação eu iniciei o processo de abertura de um RMA (Return Material Authorization) e uma das coisas mais legais desse serviço é que, apesar dele ter sido feito para atender empresas, ele possui um procedimento específico para pessoas físicas. Para isso é necessário clicar na opção Devolva um disco como usuário convidado.

Feito isso, a primeira coisa a fazer é repetir a consulta de garantia do seu disco com problemas. Se a garantia estiver de pé, o usuário deve avançar para a próxima página e informar para qual país o mesmo deve ser enviado (Brazil) e preencher um formulário detalhado com seus dados pessoais, endereço de devolução, etc.

Feito isso, o sistema envia para sua caixa postal um e-mail detalhando com todas as informações cadastradas, dados do disco, número de protocolo (para identificação e acompanhamento do processo), instruções de embalagem e até um modelo de etiqueta com todos os dados de envio para colar na caixa. O e-mail ainda passa um link direto onde o usuário pode acompanhar todo o processo online.

Um detalhe que não fica claro nesse procedimento é que a pessoa fí­sica deve incluir no pacote duas cópias preenchidas e assinadas do Formulário de Garantia Pessoa física (que pode ser baixado diretamente daqui). No meu caso, eu esqueci desse documento e o serviço de RMA da Seagate me contatou via e-mail avisando do ocorrido, acompanhado de uma cópia do documento, que tive que enviar por carta registrada.

A carta foi postada em 27/03 e lá pelo dia 08/04 eu recebi um saco do serviço de encomendas Velog da Varig…

… contendo uma caixinha da Seagate…

… com um disco tinindo de novo, um Barracuda 7200.10 de 160 GB. Isso por sinal faz parte da política de devolução da empresa, ou seja, se não houver um disco em estoque da mesma capacidade para ser devolvido, envia-se um de capacidade imediatamente acima.

Depois de tudo isso, minha impressão do serviço de RMA da Seagate foi bastante positiva, já que constatei que o procedimento em si não é muito trabalhoso mesmo para um usuário final que queira trocar apenas um disco, fora que o pessoal de suporte da Seagate/Flextronics foi bastante prestativo.

Além disso, o procedimento não perde muito tempo com picuinhas do tipo “cadê a nota fiscal desse disco?”, apesar de que ouvi dizer que o sistema de verificação da garantia é capaz de identificar produtos de origem suspeita. E nesse caso, ele aconselha o usuário a procurar seu fornecedor.

Também vale a pena lembrar que o pessoal de perícia na Flextronics não nasceu ontem e que eles foram treinados para diferenciar um disco com defeito de outro maltratado ou mesmo falsificado.

Minha sugestão é que, caso você tenha um disco Seagate pifado por algum motivo (que não tenha sido causado por você) e que tenha sido adquirido legalmente nos últimos cinco anos, por que não tentar abrir um RMA?

Isso porque — cá entre nós — já que o disco está perdido mesmo, pior do que está não fica, né?  ;^)

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Marilu

    Muito bom, Mário. 😀

  • Dal

    Hum….

    Muito legal, no inicio do ano passado tbm passei por tal experiencia, o meu tao querido segate baracuda de 250 GB foi pro pal cheio de bad setores, entao resolvi acessar o site da seagate no brasil, e la tava a tão famosa garantia de 5 anos, e agora como fazer se nao tinha nem ideia de onde estava minha nota fisca, porem o serial number e o part number que estao escrito no hd sao mais que o suficiente, basta que os digite no local correto que podera ver o status da sua garantia.
    Em seguida enviei via sedex para a fabrica e em torno de 10 dias o carteiro trouxe um novo na minha porta.
    Pena que todos os meus dados forao por agua abaixo, mais quem quizer e so falar pro fabricante que por uma misera quantia eles recuperam bit a bit.

  • @le

    Esse post me lembrou da minha experiência com a Logitech e o meu MX Revolution comprado lá fora, no eBay.

    Ele veio com problema no botão esquerdo, não funcionava. Como o vendedor não retornou contato eu liguei para a Logitech no Brasil e fui super bem atendido, o atendente falou que era o encarregado do meu problema e foi ele quem me deu todos os passos para realizar a troca. Que foi muito bem sucedida. Enviei dados da NF por e-mail, depois me passaram o endereço para envio aqui no Brasil. Em 2 dias o mesmo atendente me ligou falando que receberam o produto e já havia sido enviado para a assistência técnica nos EUA. Mais 6 dias depois o mesmo atendente me ligou falando que o defeito já havia sido verificado e era defeito de fabricação. Em até 30 dias estaria recebendo um novo direto dos EUA. Em 4 dias chegou o novo mouse, via DHL, devidamente embalado, novo. Essas empresas internacionais de eletrônicos são o que me faz adquirir produtos deles. Nunca fui tão bem atendido em toda a minha vida.

  • Que beleza, por isso que só compro Seagate, apesar de só estar sabendo desse serviço graças a você.
    Torço para que isso não se propague para as pessoas erradas, pois infelizmente ainda existe muita gente que age de ma fé.
    Para se ter idéia, houve um tempo em que companhias de seguro trocavam pneus, e malandros passaram a dar um jeitinho pra conseguir os pneus novos. E a política de troca de pneus acabou, assim como muitos outros serviços. Espero que não inventem um jeitinho pra isso também.

    Isso vai ser bom pro Ale Oyama, esse dai usa uns 20 HD sem parar e todo ano troca alguns.

    abraço

  • Webmaster

    Tive problema semelhante a 1 mes, meu disco SATA de 250GB comecou a estalar e a nao inicializar. Preenchi toda a papelada, mandei o disco para a Flextornics e 1 mes depois recebi outro em minha residencia, porem para minha surpresa (negativa), me enviaram outro disco tambem com defeito, o disco novo nem inicializa. Estou insatisfeito com o atendimento prestado pela Flextronics e com a qualidade (ou falta dela) dos discos Seagate – confesso que nao esperava que um disco com 1 ano e meio e com pouco uso (era usado em um disco externo somente para backup) apresentasse defeito similar. Ja tive discos de varias marcas e infelizmente os modelos da Seagate estao devendo em confiabilidade tanto quanto os da Maxtor. Ja tive 2 discos de cada marca inutilizados sem motivo aparente. Ao contrarios os discos que possui da marca Samsung nunca deram problemas, mesmo apos mais de 7 anos de uso…

  • Feliciano dos santos

    Eu gostaria que alguem me orientase; Comprei um HA SATA SEAGATE 750 GB Quando instalei percebi o ruido muito forte fiz o RMA e mandei para jaguariuna, pois bem, uns 15 dias depois recebi no meu endereço o produto referente ao RMA mas para minha supresa veio o mesmo HD e pior. com o mesmo defeito. E agora como fazer para mandar de novo. Ja tentei varios contatos e nada de resposta.Como devo proceder?