ZTOP

Review: Seagate GoFlex Satellite (500 GB)

Seagate GoFlex Satellite

O Seagate GoFlex Satellite poderia ser qualquer outro disco rígido externo, mas não é: além dos 500 GB de armazenamento, o dispositivo conta com um transmissor Wi-Fi interno, e com isso dá para ver vídeos, fotos e arquivos guardados nele em iPads, smartphones e outros computadores, sem precisar de cabos.

Pense nele mais como um disco extensor de conteúdo, e não um aparelho apenas para backup dos seus dados.

Na questão custo por gigabyte, o GoFlex Satellite (que é um disco rígido, de tecnologia mais barata) sai na frente do Kingston Wi-Drive, baseado em memória flash e com apenas 16 GB de armazenamento: R$ 1,49/GB do modelo da Seagate contra R$ 13,75 do concorrente. Vejo que os dois são opções complementares: o da Kingston é pequeno e portátil, o da Seagate é para quem precisa de muito mais armazenamento e mais recursos.

O GoFlex Satellite também tem alguns truques adicionais na manga. Já vem com conexão USB 3.0 para copiar dados do PC ou do Mac e traz acessórios na caixa, incluindo carregador de tomada e de carro, cabo USB 3.0 e de recarga via energia elétrica e uma tampinha para proteger o conector do disco.

O design do GoFlex Satellite é simples: um botão de liga/desliga na lateral, luzes indicadoras de bateria/rede no topo e, na parte traseira, o adaptador para o cabo USB 3.0, que usa uma conexão proprietária na sua parte interna…

Seagate GoFlex Satellite

…e essa parte traseira com o adaptador pode ser removida…

Seagate GoFlex Satellite

…e a tampa, reposta com uma proteção plástica. Vejo que isso é interessante pois, em caso de perda/furto/roubo do HD, é preciso ter o conector externo para ver o que tem dentro do drive ou até mesmo formatá-lo. Uma medida extra de segurança é inserir uma senha para a rede Wi-Fi criada pelo disco.

Na outra lateral do GoFlex Satellite está o conector do cabo de energia.

Seagate GoFlex Satellite

Seagate GoFlex Satellite

O cabo USB 3.0…

E os acessórios: tomada e adaptador para carro. Só faltou uma capinha para guardar tudo ;)

Seagate GoFlex Satellite

Depois de copiar dados para o GoFlex Satellite, basta ligar o HD e conectar seu aparelho à rede sem fios criada pelo dispositivo. O acesso pode ser feito via navegador (basta digitar goflexsatellite.com para acessar a página inicial do aparelho – e, não, não dá para navegar na internet com o GoFlex Satellite, caso perguntem).

iPad, iPhone e Android têm aplicativos dedicados (GoFlex Media) para acessar o disco – todos são iguais e fazem a mesma coisa. No iPad, a primeira mensagem que surgiu foi para conectar o disco ao PC e atualizar o software do HD. Na página de configurações, é possível ativar um modo de segurança com senha para a rede Wi-Fi (padrão WPA) – caso contrário, a rede ficará aberta a curiosos.

O funcionamento do GoFlex Media é bem similar (e mais limpo) que a solução da Kingston: o aplicativo mostra os vídeos, fotos, músicas e documentos gravados ali. Ao clicar em um deles, o arquivo é aberto. Os formatos são mais limitados ao iPad: apenas vídeos em H.264/MP4/Motion JPEG aparecem (nada de MKV ou AVI), assim como somente áudio em AAC, MP3, Audible (2, 3, 4), Apple Lossless, AIFF e WAV.

No Android e outros dispositivos (como o seu notebook com acesso via browser), a reprodução de áudio e vídeo depende de codecs e outros aplicativos instalados no seu equipamento.

E a rede Wi-Fi do GoFlex Satellite é limitada a três usuários apenas.

Aqui, um exemplo de vídeo em MP4 rodando direto no Google Chrome do iPad, sem precisar abrir o player de vídeo do tablet.

Não tive problemas para acessar o GoFlex Satellite do iPad (terceira geração), fazendo streaming rápido e podendo copiar itens do disco para minha biblioteca local.

No Android, em um aparelho com a versão 4.0 do sistema operacional, o app GoFlex Media travou diversas vezes, mesmo reiniciando o HTC One S, e tive que acessar os conteúdos via browser (e por ali também dá para copiar – ou melhor ‘baixar’ os arquivos para o telefone). Creio que o problema do app tem mais a ver com o Android 4.0 do que com a Seagate.

Só que, apesar de me deixar baixar coisas, o GoFlex Satellite não permite upload de arquivos para o disco (isso é possível no modelo básico da Kingston, porém). De qualquer modo, é uma boa – e grande – companhia para ver vídeos e fotos sem lotar seu telefone ou tablet.

A bateria do GoFlex Satellite tem duração estimada em 5 horas de uso com Wi-Fi ligado e 25 horas em stand-by – mais que razoável para ver dois filmes durante um voo longo, por exemplo.

O dispositivo funciona até 45 metros (!) distante do telefone ou tablet, segundo a fabricante, mas achamos que isso é mais que exagerado – o que importa é que possa ficar dentro de uma bolsa ou maleta enquanto você assiste alguma coisa.

Não rodei benchmarks de desempenho de disco pois o que importa aqui é seu funcionamento como media center portátil, não como disco de backup – embora possa ser particionado e deixar uma parte para backup e outra para mídia (é preciso apenas estar formatado em NTFS para funcionar com Wi-Fi).

No fim das contas, o Seagate GoFlex Satellite é uma bom media center portátil e mostra uma nova tendência do mercado de armazenamento: transmissão de dados também é importante, muito além do simples e puro backup de segurança.

Resumo: Seagate GoFlex Satellite (500 GB)
O que é isso? Sistema de armazenamento portátil para smartphones e tablets.
O que é legal? grande capacidade, bateria razoavelmente longa, USB 3.0
O que é imoral? app para Android travou durante testes
O que mais? transferência de dados via USB 3.0 é beeeem rápida
Avaliação: 7,5 (de 10). Entenda nosso novo sistema de avaliação.
Preço sugerido: R$ 749
Onde encontrar: Seagate

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin