ZTOP

Samsung QLED TV: tecnologia aprimorada, novo nome

A Samsung lançou na CES 2017 sua nova linha de TVs topo de linha, agora chamadas QLED TV. É a mesma tecnologia de tela quantum dot/ponto quântico anterior, com diversas melhorias e o novo nome.

Segundo a Samsung, as TVs séries 7, 8 e 9 vêm com a tecnologia QLED. Problema é que, em 2016, a Samsung esbarrou – e imagino que não somente ela – com o problema de como explicar quantum dot para o consumidor. 

A solução para 2017 foi mudar para um nome mais simples – de SUHD (que sugeria um “super ultra HD”) para QLED TV, mais simples e direto. O que muda, na prática: com muito mais contraste e definição de cores, incluindo o preto, e aumento da definição de contraste dinâmico (HDR) na reprodução de vídeos, incluindo games.

Tanto que uma das imagens para demonstrar o “poder” do QLED é um vitral, por conta das nuances de luz e cor na imagem:

Aqui, as duas telas reproduzem a mesma imagem, captada em tempo real na janela da esquerda. Em cima, temos a QLED TV com melhor reprodução de cor (note os vermelhos e verdes) e embaixo uma TV LED convencional. 

A questão do contraste também é importante – uma cena de dia, em um ambiente claro – TV convencional à esquerda, com a imagem lavada, e a QLED à direita, com detalhes e nuvens. 

As séries 7 e 9 são de tela plana, e a série 8 tem a tela curvada, com tamanhos que começam em 65″ com resolução 4K. Um dos detalhes de design das novas TVs é o suporte para a tela, com diversos formatos/tamanhos/opções. Vale notar que a Samsung criou um suporte de parede que praticamente “gruda” a TV na parede sem muito esforço. E também perceba que quase não existem cabos saindo da traseira do equipamento. 
Um dos detalhes é o que a fabricante chama de Invisible Connection, um cabo óptico (e fino, 1,8mm) que se conecta a um set top box da TV que não necessariamente precisa ficar exposto – pode ficar guardado em um armário ou estante, junto com demais dispositivos (TV a cabo, Blu-Ray, console de videogame etc). 

Essa é a caixa de comando da QLED TV. Por ser uma Smart TV (movida a Tizen, com algumas mudanças de interface e comandos via app para Android e iOS)… …e ela tem um recurso muito interessante para gamers: se seu PC estiver na mesma rede sem fio, a TV consegue fazer streaming sem atraso de games do Steam, por exemplo.

A questão de conexão única também vale para o controle remoto em alumínio, que pode ser programado para comandar os demais aparelhos da casa.

Finalmente, olhando para a imagem abaixo, você consegue ver o quais são quadros e quais são as TVs? A Samsung criou um modo “arte” que imita uma tela branca e serve de descanso de tela. O consumo de energia, diz a empresa, é mínimo e pode ser desativado automaticamente quando o sensor de presença não detectar pessoas no ambiente. (as TVs aqui são o quadro vermelho na esquerda superior e o preto-e-branco ao centro-superior).

As TVs QLED não têm previsão de lançamento no Brasil ainda, nem preço estimado.

 

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin