ZTOP

Pré-CES: Intel e a memória em estado sólido

Intel Z-P140 PATA SSD - cabe no dedo

2008 vai ser o ano em que discos de estado sólido ainda serão muito caros, mas passarão a fazer parte cada vez mais de gadgets, celulares e notebooks. Por que eles são interessantes? Não têm partes móveis e estão cada vez menores.

A menos de um mês da Consumer Eletronics Show (CES, em janeiro, Las Vegas), começam a aparecer as prévias do que vai dar o tom da feira. Veja a Intel, por exemplo. A empresa de Santa Clara já disse que mobilidade (de novo) vai ser um dos destaques (junto com chips, muitos chips Wi-Max) – vide o recém-anunciado módulo Z-P140 PATA SSD, para equipar equipamentos portáteis com 2, 4 ou 16 GB de armazenamento em um dispositivo que mede mais ou menos o tamanho de um centavo de dólar.

Esse tipo de tecnologia deve chegar aos fabricantes somente em meados do ano que vem, mas provavelmente a CES estará cheia de protótipos desenvolvidos pela Intel em demonstração.

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin