ZTOP

Panasonic: da TV OLED ao entretenimento no avião

A Panasonic ainda é aquela empresa tradicional japonesa que fabrica TVs, geladeiras e câmeras digitais. Aproveitei a CES para ver o que eles fazem além disso.

As TVs ainda estão lá – um novo modelo com tecnologia OLED foi apresentado na feira de Las Vegas…

…assim como a nova câmera digital Lumix GH5 (pelo que ouvi, um equipamento incrível para produzir vídeo em 4K)…

e, talvez não muito conhecidos no Brasil, produtos de higiene pessoal, como barbeadores elétricos e gadgets para limpar a pele do rosto.

Mas o “extra” é que a Panasonic tem uma área em crescimento voltada a tecnologias para negócios (B2B). Como entretenimento e conectividade para aviões (esta é uma visão deles para a cabine de Primeira Classe do futuro, com telas, projetores na mesa e diversão a bordo)…

… assim como a conectividade Wi-Fi dentro do avião, via satélite. Esse equipamento abaixo é a antena instalada nos aviões. Companhias como a United usam a solução da Panasonic

Do mesmo modo que a Panasonic prevê o futuro dos aviões, ela também imagina o futuro dos carros autônomos – aqui, as laterais internas são telas, assim como o console central do veículo.

Voltando para um tema mais atual, a Panasonic também demonstrou no seu estande… tecnologias para estádios. Aqui, são bandeirolas de publicidade com conteúdo projetado nelas – e que se adapta quando venta, sem distorcer a imagem. 

… telas mágicas que mostram um jogador ou um produto, mas são na verdade uma tela transparente…

E aqui, a mais interessante: uma tela transparente interativa que pode ser instalada em camarotes de estádios – você vê o jogo ao fundo e tem informações atualizadas (e até replays) na sua frente. 

A Panasonic também tem visões de cidades do futuro – projetos de smart city já estão em andamento no Japão e em Denver, nos EUA. Aqui, é uma ferramenta de monitoramento de trânsito para evitar acidentes e atropelamentos. 

E, como não poderia deixar de ser, alguns protótipos de produtos futuristas, como uma Mesa Inteligente (ela é uma tela, não uma projeção):

E um robô companheiro para casa:

 

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin