ZTOP

Nokia Asha leva Whatsapp e Angry Birds para as massas

700-nokia-asha-303_13

Além dos novos Lumia com Windows Phone, a Nokia anunciou quatro novos aparelhos básicos e mais baratos da linha Asha para dar acesso à informação, redes sociais e internet para o que os finlandeses chamam de “o próximo bilhão” (ou a velha e boa teoria de que o telefone/smartphone é a primeira plataforma de acesso à rede para muita gente no mundo).

São eles o Asha 200, 201, 300 e 303, que tentam provar que mesmo aparelhos simples podem ter bons truques na manga com bom preço.

Em tempo: Asha significa “esperança” em hindi.

Nokia Asha 200:

O Asha 200 é um aparelho com dois SIM cards (e funcionalidade de troca rápida entre eles sem precisar desligar o telefone), com teclado QWERTY, slot para cartão de memória (até 32 GB), acesso a redes sociais (incluindo RenRen, Orkut e Flickr) e bateria de até 52 horas de reprodução de música (!). Sai até o final do ano, preço sugerido de 60 euros.

Nokia Asha 201:

Já o Asha 200 é igual ao 201, com apenas um SIM card. Recurso matador? Traz o aplicativo Whatsapp para telefones básicos – é uma alternativa ao SMS, pra quem nunca usou no Android ou iPhone. Também será vendido pelo preço sugerido de 60 euros, com lançamento previsto para o primeiro trimestre de 2012.

Nokia Asha 300:

Angry Birds! Angry Birds! Angry Birds! O Asha 300 mistura tela sensível ao toque com teclado numérico, e vem com processador de 1 GHz e acesso 3G, com navegador que comprime páginas em até 90%. E vem com Angry Birds instalado pela primeira vez em um aparelho mais básico. Tem rádio FM, câmera de 5 megapixels, Bluetooth e slot para cartões de memória de até 32 GB. Preço sugerido: 85 euros, a ser lançado ainda este ano.

 

Nokia Asha 303:

Finalmente, o Asha 303 também tem processador de 1 GHz, 3G e Wi-Fi, touchscreen e teclado QWERTY completo.Também vem com Angry Birds e Whatsapp. Preço sugerido: 115 euros, também à venda até o final do ano.

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin