ZTOP

Mobile World Congress 2013: o que esperar?

Em dez dias, começa o Mobile World Congress 2013, em Barcelona. E como a cada ano as previsões (e prévias oficiais) sobre o que vem por aí no mercado de smartphones, tablets e dispositivos conectados começam cada vez mais cedo, resolvi compilar o principal por fabricante.

Qualcomm, NVidia, Intel

Não devem fazer grandes anúncios no MWC, pois mostraram suas novas linhas de processadores na CES, em janeiro. A Qualcomm tem seus novos Snapdragon e a NVidia, o Tegra 4, e os principais fabricantes de smartphones já devem adotar essas novas soluções nos produtos anunciados durante o MWC – mais notadamente, Qualcomm em smartphones e NVidia em tablets. E a Qualcomm sempre tem demos divertidas de soluções.

A Intel também mostrou novos chips para mobilidade na CES voltados ao mercado de entrada e talvez tenha parceiros com tablets Android rodando chips x86 (alô Asus, os rumores indicam todos para você). E quem sabe a gente consiga ver o smartphone da Lenovo funcionando direito (na CES foi uma demo controlada).

Samsung

Galaxy S IV? Galaxy Note III? Mmm, esses novos aparelhos topo de linha devem ficar para outros eventos fechados da fabricante coreana. O foco da Samsung no MWC costuma ser demonstrar seu poder de fogo em diversas áreas de celulares/smartphones (então todos os novos Galaxy básicos devem estar lá, assim como os featurephones REX). Os rumores indicam um novo tablet Galaxy Tab 8 (supostamente mostrado no fundo da imagem que abre este post).

LG

A LG não consegue fazer surpresa em nenhuma feira e fica mostrando prévias dos seus aparelhos principais dias antes do evento. A bola da vez, já confirmada pela fabricante, é a nova linha de smartphones básicos/intermediários L II (L3 II, L5 II e L7 II) e o super smartphone/foblet LG Optimus G Pro. No ano passado a LG também lançou uma nova geração de smartphone 3D, mas se vier algo este ano, será uma surpresa. E o teaser da feira é simpático.

As especificações técnicas do LG Optimus Pro são:

  • Chipset: 1.7GHz Quad-Core Qualcomm® Snapdragon™ 600 Processor
  • RAM: 2GB DDR
  • Armazenamento: 32GB / microSD (até 32GB)
  • Tela 5.5″ Full HD (1920 x 1080 pixels / 400ppi)
  • Câmera: traseira 13.0MP with LED Flash / frontal 2.1MP
  • OS: Android 4.1.2 Jelly Bean
  • Bateria: 3,140mAh (removível e capaz de recarga sem fios)
  • Dimensões: 150.2 x 76.1 x 9.4mm

 

Nokia

Ano passado, a Nokia foi a sensação do MWC ao lançar o 808 Pureview. Agora, os rumores indicam que a família Lumia vai crescer, com dois novos modelos – o intermediário 720 e o básico 520. E agora tem um comercial misterioso em holandês com um Lumia novo (provavelmente o 520).

Asus

Na CES, eu tinha a esperança de ver um tablet de 7″ da Asus com Android e chip Intel Atom. Não aconteceu, mas agora reza a lenda que é verdade e (espero) que não tenha o nome vazado: FonePad, um tablet que permite fazer ligações. É o conceito de foblet (smartphone + tablet, geralmente com telas entre 5 e 6 polegadas) levado ao extremo. A conferir – e quero ver o novo MemoPad de perto.

HTC

A fabricante mais legal que não vende mais nada no Brasil vai mostrar seu destaque do MWC no dia 19: é o HTC One (codinome M7), o novo topo de linha dos taiwaneses.

Sony Mobile

Já fez um grande anúncio (Xperia Z/ZQ) na CES. Possíveis novidades podem ficar na área de smartphones intermediários.

Motorola/Google

Grande mistério desta edição da feira. O Google não terá seu famoso estande no MWC. Motorola fez seu último grande lançamento em outubro do ano passado. Vai que o Google X dá as caras?

ZTE

Vai anunciar o primeiro aparelho comercial movido a Firefox OS: o convite pra sua coletiva de imprensa cita o #ZTEMozilla.

Huawei

Novos smartphones Ascend com processadores de oito núcleos que nunca chegarão ao mercado brasileiro devem ser o grande destaque dos chineses.

Fiquem de olho na minha cobertura especial do MWC a partir do dia 24 – e conforme surgirem novas notícias, atualizo este post com links e comentários. 

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin