ZTOP

Memory key DataTraveller Ultimate 3.0 de 32 GB (Pocket Review)

Já faz algum tempo que noticiamos a chegada dos novos memory keys de alta capacidade da Kingston da linha DataTraveller Ultimate 3.0 com porta USB 3.0. E botamos nossas mãos no modelo DTU30/32GB de 32 GB.

Também disponível nas versões de 16 GB e 64 GB, o Data Traveller (ou DT) Ultimate é um pen drive de desenho simples e funcional com um corpo feito de plástico com apliques laterais em alumínio escovado. Ele possui uma grande argola traseira para para amarrá-lo num chaveiro ou num cordão, mas isso pode impedir o encaixe da sua tampa protetora na parte de trás, local onde também fica seu LED indicador de uso.

Se comparado com o Data Traveller tradicional, o novo DT Ultimate não parece ser maior que seus irmãos mais velhos…

… mas depois de uma olhada um pouco mais minuciosa, notamos que seu perfil é bem mais volumoso (algo como 2,2 cm de largura x 1,6 cm de altura) talvez para comportar todos os chips de memórias necessários para chegar nos 64 GB. Apesar disso, a Kingston teve o bom senso de manter o conector USB numa posição ligeiramente fora do centro, o que faz com que ele possa ser instalado em locais mais apertados (ou quase).

Para contornar esse problema, o DT Ultimate vem acompanhado de um curioso acessório na forma de um pequeno extensor USB com uma entrada fêmea de um lado e dois conectores macho do outro. Acredito que o segundo cabo de menor espessura sirva apenas para fornecer energia adicional para o dispositivo caso um só não dê conta. De fato, a Kingston recomenda utilizar os dois conectores sempre que esse memory key for conectado numa porta USB 2.0.

Finalmente, não podemos esquecer de mencionar que um dos grandes atrativos do DT Ultimate está na sua interface USB 3.0 (facilmente reconhecível pela parte interna de seu conector na cor azul, à esquerda) ao contrário do preto do padrão USB 1.x/2.0 (à direita).  Essa implementação é muuuito interessante no caso desses memory keys de altíssima capacidade, já que torna o seu uso bem mais ágil e menos cansativo enfadonho, principalmente na hora de transferir grandes quantidades de informação do PC para o memory key e vice-versa. Sob esse ponto de vista, o USB 3.0 pode ser uma tecnologia até mais importante para o mercado que o próprio SATA 600.

Sob Testes:

Como um dos lemas aqui da zumo-caverna é “a oportunidade faz o teste de laboratório“, para tirar o máximo desse memory key aproveitamos que estávamos com a placa-mãe GA-H55N-USB3 montada aqui na bancada e espetamos o DT Ultimate na sua porta USB 3.0 localizada no seu painel traseiro.

Não sei porque cargas d’água, o DT Ultimate não foi reconhecido pelo HD Tune Pro como um disco no sistema, de modo que ficamos apenas nos testes mais empíricos baseados nos testes de copiar uma massad de dados do PC para o memory key e vice-versa medindo o tempo com um cronômetro.

Normalmente utilizamos uma pasta “Massa” cheia de arquivos de todos os tipos e formatos totalizando 1oo MB de dados, tanto aberto quanto agrupado num único arquivo “Massa.zip” porém sem compactá-lo. Como uma das leituras (copiar o arquivo Massa.zip do memory key para o PC) não estava dando muito certo já que isso estava demorando menos de 1 segundo para ser realizado, o que mal dava tempo de tirar o dedo do botão de partida do cronômetro. Para contornar esse problema eu criei uma nova pasta — agora de 1 GB de dados — e fomos a luta.

Os resultados foram os seguintes:

  • Média de tempo para passar a pasta \massa do PC para o memory key: 24,82 s
  • Média de tempo para passar a pasta \massa do memory key para o PC: 6,75 s
  • Média de tempo para passar o arquivo massa.zip do PC para o memory key: 22,42 s
  • Média de tempo para passar o arquivo massa.zip do memory key para o PC: 5,74 s

Para efeito de comparação refiz essas medições só que com o DT Ultimate instalado numa porta USB 2.0 convencional:

  • Média de tempo para passar a pasta \massa do PC para o memory key: 49,79 s
  • Média de tempo para passar a pasta \massa do memory key para o PC: 7,03 s
  • Média de tempo para passar o arquivo massa.zip do PC para o memory key: 46,78 s
  • Média de tempo para passar o arquivo massa.zip do memory key para o PC: 5,63 s

O que esses números mostram é que o DT Ultimate é realmente um disco USB veloz (ou poderíamos chamar de eficiente?) mesmo conectado em uma porta USB 2.0. Isso me faz pensar um pouco sobre algumas histórias que já ouvi no mercado de que muitos memory keys do mercado não são um primor em termos de desempenho por diversos fatores na maioria dos casos voltados para economizar $$$ — o que aparentemente não parece ser o caso desse produto.

Com o preço sugerido de R$ 359. O DT Ultimate não é um produto barato, mas esse é o preço a ser pago por uma tecnologia tão nova. De qualquer modo o que podemos afirmar é que para aqueles que realmente precisam de algo pequeno e veloz para transportar grandes quantidades de informação, o novo memory key da Kingston simplesmente cumpre o que promete.

Resumo: Kingston DataTraveller Ultimate 3.0 (modelo DTU30/32GB)
O que é isso? Memory key de 32 GB com porta USB 3.0.
O que é legal?
Ótimo desempenho mesmo em USB 2.0, grande capacidade de armazenamento.
O que é imoral?
Esquenta um pouco de depois um uso intenso. Relativamente caro.
O que mais?
Acompanha cabo extensor com entrada auxiliar de alimentação.
Avaliação:
7,0 (de 10). Entenda nosso sistema de avaliação.
Preço sugerido:
R$ 299 (versão de 16 GB), R$ 359 (versão de 32 GB) e R$ 699 (versão de 64 GB).
Onde encontrar: www.kingston.com.br

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.