ZTOP

Hands-on: tablet Oregon Scientific Meep (para crianças)

Por experiência própria (sobrinhos e filhos de amigos), não é besteira falar que crianças adoram tablets e smartphones. Pensando nisso, a Oregon Scientific criou o Meep, um produto com design e aplicativos voltados para esse público específico, sem downloads de fora ou acesso a conteúdo impróprio, com controle dos pais.

A Oregon nos enviou um protótipo do Meep, ainda bastante limitado no software, mas que mostra o potencial do aparelho. A carcaça em plástico é bastante robusta e protegida por uma colorida capa emborrachada. O hardware é movido a um processador ARM de 1 GHz e ele tem 512 MB de RAM, mais 4 GB de armazenamento interno, expansível com cartões microSD.

A tela é de 7 polegadas (800 x 480) e me pareceu bastante sensível ao toque e resistente a “dedadas” mais fortes  dos pequenos.

Removendo a capa, podemos ver no topo do aparelho estão o botão de liga/desliga e uma luz LED de iluminação.

E, abaixo, portas para fone de ouvido, microfone, alimentação, miniUSB (para troca de dados com o PC) e uma HDMI para saída de vídeo.

E, na latera, o slot para microSD.

Na traseira, um dos alto-falantes (estéreo), e dois botões escondidos: upgrade (provavelmente por ser um protótipo) e reset.

O Meep visto por trás, com a capinha. Na frente, como dá para ver na foto que abre este post, o Meep também tem uma câmera para “vídeos e fotos”

No software, o Meep roda Android 4.0, mas é uma camada de software que garante o uso apenas por crianças – o público-alvo acessa apenas o que está ali, pré-definido, e pode “comprar” aplicativos (com créditos pré-pagos) na Meep Store. Como disse antes, era um protótipo e o software não era o final. Mas tinha Angry Birds e rodou direitinho, sem travar 😉

A ideia é que a criança leia livros, ouça músicas, veja filmes e vídeos e jogue apenas itens pré-aprovados pelos pais. Dá para navegar na web também. É uma forma de controle (e, bem, tem pais que preferem assim).

Por ser uma versão prévia, consegui acessar alguns recursos do Android, incluindo a Play Store e as configurações do sistema. Isso, porém, não deve ser possível na versão final do Meep.

O Meep chega ao mercado brasileiro em dezembro, e deve ser vendido preço sugerido (sujeito a mudanças) de R$ 599 na Oregon Scientific.  Para mais informações em inglês sobre o Meep, existe um site oficial.

 

 

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin