ZTOP

Lenovo anuncia PC especifico para o Brasil

A Lenovo Brasil anunciou hoje a chegada do seu primeiro desktop desenvolvido especificamente para o mercado brasileiro, o Lenovo 3000 série E.

A idéia por trás desse novo modelo – criado em parceria por equipes da Lenovo na China, EUA e Brasil – era de desenvolver um produto simples e honesto, ou seja, que apresentasse uma ótima relação entre preço e desempenho. Desse modo, a solução encontrada parece ter sido investir mais numa plataforma mais moderna abrindo mão de um pouco de perfumaria.

Talvez o exemplo mais evidente foi o de relançar o gabinete original do modelo J100 (substituí­do recentemente pelo J200), o que não é algo negativo, já que se trata de um gabinete de construção sólida, com ótimo acabamento e espaço de sobra para upgrades adicionais. Também notamos que a unidade de disquete foi substituí­da por um leitor de cartão de memória Flash, considerado mais útil nos dias de hoje.

E mesmo que o usuário faça questão do disquinho magnético, nada impede que o mesmo – ou um técnico – faça a substituição do componente. A Lenovo adota uma polí­tica de garantia bastante flexí­vel, que autoriza o usuário a abrir o gabinete e instalar componente adicionais. E caso os acessórios sejam adquiridos diretamente no site da Lenovo, a garantia básica é estendida para os novos componentes.

A garantia do produto é de 12 meses no sistema on-site, ou seja, a manutenção é realizada no local onde o computador está instalado. Segundo Marcelo Medeiros, presidente da Lenovo Brasil, a empresa espera que a chamada seja atendida num perí­odo médio de três dias.

Mas é no seu interior que a Série E mostra seus principais atrativos: a base do projeto é uma placa-mãe Gigabyte GA-945GCM-S2 com chipset Intel 945GC Express com interface de ví­deo Intel GMA 950 integrada, porta de rede Gigabit Ethernet, som HD, 6 portas USB 2.0, suporte para até 4 discos SATA 300, dois slots PCI, um PCI-E x1 e outro PCI-E x16 (yay!). Também é padrão na série E um HD SATA de 160 GB e gravador de DVD.

Essa placa possui um soquete LGA 775 com FSB de 533/800/1.066 MHz, permitindo assim o uso de vários processadores da Intel, desde o Celeron D até o Core 2 Duo. O sistema pode vir com 1 ou 2 GB de memória RAM DDR2 667 e o SO padrão é o Windows Vista Business, apesar da opção com DOS também estar disponí­vel. No caso do Vista, o computador virá com a versão demo do MS Office e antiví­rus da Symantec. Para facilitar a vida do comprador, a Lenovo está aplicando uma grande etiqueta com o tema dos Jogos Olí­mpicos e que lista as especificações do produto.

Com o tempo, a intenção que o produto já venha com algumas ferramentas de segurança e utilitários Lenovo Care, apesar de que nada impede que o usuário baixe os mesmos no site da empresa. Testes internos já foram realizados com a série E e nenhum problema de compatibilidade foi encontrado.

Outra novidade desse lançamento é seu modo de comercialização, já que a Série E será vendida diretamente pelos canais de distribuição da Lenovo. O produto já existe em estoque e poderá ser encontrado a partir de amanhã (06/08). O preço sugerido do modelo mais em conta com Celeron D e DOS sairá por aproximadamente R$ 654 í  vista (CPU + teclado + mouse) e esse valor também poderá ser financiado em até 24 vezes pelo BNDES.

Vale a pena observar que a Série E será direcionada para o mercado de PME (empresas de 1 a 99 funcionários) apesar de que nada impede que o produto possa ser vendido para o usuário final. Com relação ao usuário doméstico, Medeiros já revelou que a Lenovo já está se preparando para entrar de sola no mercado de varejo com a linha de portáteis IdeaPad e até talvez os desktops IdeaCentre (já disponí­veis nos EUA). Mas infelizmente eles não chegarão a tempo para o Natal desse ano, e sim para 2009 (boo!).

Acreditamos que esse atraso possa ter sido causado pelo atraso do lançamento da plataforma Montevina, que irá equipar os novos ThinkPads como o X62, T62 etc. que devem chegar ao mercado nos próximos meses.

Apesar de Medeiros repetir várias vezes durante a coletiva que “a Lenovo não irá perder nenhuma oportunidade do mercado” no caso da entrada no segmento de varejo, ele prefere perder uma oportunidade de venda em favor de uma melhor experiência de compra do usuário que, no final das contas, cria fidelidade por parte do cliente e pode levar a uma segunda compra. Com isso ele quis dizer que sua estrutura de suporte técnico e garantia para esses produtos ainda não está no ponto para entrar de sola no mercado. O interessante é que como o novo NetBook S10 anunciado ontem faz parte da linha de produtos IdeaPad, isso pode dar algumas pistas de quando esperar a chegada desse produto ao mercado.

Quando essa pergunta foi feita diretamente para Medeiros sua resposta foi que “a Lenovo não irá perder nenhuma oportunidade do mercado”, ou seja, para bom entendedor, meia palavra basta né? >;^)

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Jorge

    Muito blá-blá-blá, escorregam daqui e dali e ainda vêm com essa história de “PC específico para o Brasil”. Ora, não nos façam rir !!