ZTOP

Isaiah, o novo profeta da VIA

via_isaiah.jpgA VIA Technologies anunciou recentemente sua nova microarquitetura X86 batizada de Isaiah, que será a base para a próxima geração de processadores para desktops, portáteis e UMPCs da companhia.

Desenvolvida pela Centaur Technology (uma subsidiária norte-americana da VIA) a microarquitetura Isaiah foi desenvolvida do zero e incorpora várias inovações do mundo x86, como suporte para 64 bits, SSE, virtualização, entre outras, e algumas idéias próprias, principalmente no campo do baixo consumo de energia, uma das especialidades da VIA.

Os primeiros chips Isaiah serão produzidos na escala de 65 nanômetros e seu soquete será compatí­vel com a atual famí­lia de processadores VIA C7, permitindo assim uma migração suave para novos padrões e formatos.

A empresa espera colocar os primeiros chips no mercado ainda no primeiro semestre deste ano e espera que, a partir dele, surja uma nova geração de PCs “verdes”, compactos e silenciosos, além de media centers e notebooks mini e ultra-compactos. Saiba mais sobre essa tecnologia aqui.

Momento Cultural Zumo:

Alguns leitores podem estar se perguntando por que um produto vindo de uma empresa de Taiwan tem o nome de um personagem bí­blico. Até onde me recordo, isso começou na época em que a VIA adquiriu a divisão de processadores da National Semiconductor que produzia os chips Cyrix, mantendo a linha MediaGX, que seria vendida posteriormente para a AMD.

Junto com essa transação, a VIA recebeu o projeto de um processador codinome Jalapeño (uma pimentinha mexicana), que foi o último nome não-bí­blico ligado ao produto. Depois (ou a partir) dele surgiu Joshua o primeiro processador C3 da VIA ainda baseado no Cyrix III, que foi sucedido por outros projetos conhecidos como Esther, Nehemiah, Samuel, Ezra e agora Isaiah, todos projetados pela Centaur. Reza a lenda que esses codinomes são influência do presidente e CEO da VIA Technologies que é um cristão devoto.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.