ZTOP

Ikonette DSLR: juntando o (muuuito) velho com o novo

Um passatempo que tem atraído muitos entusiastas de fotografia é a possibilidade de adaptar velhas lentes de câmeras de filme nos novos modelos digitais em especial nos corpos com baioneta micro four thirds ou mais recentemente nas Sony NEX E. Mas acho que ninguém foi mais para o passado do que o fotógrafo Jonas Krøyer que adaptou a frente de uma câmera de fole da década de 1930 na sua Nikon D300 DX.

Krøyer explica em seu site que ele sempre foi fascinado por câmeras de fole e que adaptar uma delas numa câmera digital parecia ser uma boa idéia. Fuçando na Internet ele encontrou uma câmera Zeiss Ikon Ikonette um modelo bastante simples que utiliza filme 127 o mesmo usado pelas Baby Rollei e a Yashica 44. Depois de estudá-la, ele descobriu que para fazer sua adaptação só precisaria do fole, do suporte da lente (uma espécie de trilho) e da lente propriamente dita que já incorpora o mecanismo de abertura focal e o  disparador.

Assim ele construiu uma espécie de suporte em “L” feita com chapa de aço para suportar o conjunto da lente e do fole. Na parte de trás ainda existe uma abertura onde foi fixado um adaptador com baioneta Nikon F que se encaixa na câmera. A grande sacada nesse caso é que ao contrário das adaptações feitas com lentes de câmeras DSLR, o ajuste de foco em alguns modelos de fole era feito movimentando-se o conjunto da  lente (sobre o trilho) para frente ou para trás. Fora isso como a exposição da imagem fica por conta da DSLR  o obturador da lente da Ikonette precisa ficar aberta o tempo todo, daí a presença daquela mola à esquerda da lente que puxa aquela alavanquinha para baixo.

Mais detalhes sobre esse projeto — incluindo alguns diagramas de como fazer seu próprio adaptador — e amostras de fotos tiradas com esse sistema podem ser vistos no site do autor.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Anderson Costa

    Por mais que o passar do tempo nos oferece praticidades sem fio, o passado ainda continua a nos seduzir.