ZTOP

Hands on: Ubuntu Netbook Remix

ubuntu_net_remix

O pessoal da Canonical criou uma versão específica do seu Ubuntu para usuários de netbooks, chamada de Ubuntu 9.04 Netbook Remix. Com minha vaga experiência nesse sistema operacional, me senti a cobaia perfeita para responder à seguinte pergunta: um usuário final mais habituado com Windows é capaz de baixar, instalar e botar esse SO para funcionar em um netbook?

Segundo o site da Canonical, ela tem uma parceria com a Intel para oferecer uma solução específica para netbooks baseados no processador Intel Atom. A preocupação nesse caso foi atender a diversos requisitos, como, por exemplo:

  • Ser capaz de tirar o máximo do processador e chipsets da Intel (duh!).
  • Ser capaz de funcionar em configurações modestas como 512 MB de RAM e/ou 4 GB de disco SSD.
  • Sua interface gráfica deve funcionar bem numa tela pequena.
  • Sua interface com o usuário deve ser simples e intuitiva mesmo para usuários iniciantes.
  • Minimizar ao máximo os problemas de incompatibilidade de hardware e software.
  • O sistema deveria ser capaz de se instalar no netbook por meio de um memory key.

O resultado desse esforço foi o Ubuntu Netbook Remix, baseado na sua versão 9.04 e disponível para download gratuito aqui. As requisições mínimas do sistema são as seguintes:

  • Ser equipado com um processador Intel Atom
  • Pelo menos 384 MB de RAM.
  • Um memory key de pelo menos 1GB (para instalação do sistema)

Preparativos

O arquivo de imagem do Ubuntu (ubuntu-9.04-netbook-remix-i386.img) tem aproximadamente 946 MB e não deve ser queimado diretamente em um DVD e sim instalado em um memory key (citado acima) com o auxílio de um utilitário chamado Disk Imager que, no caso do Windows, pode ser encontrado aqui (orientação para Linux e Mac OS podem ser encontrados aqui).

Esse arquivo de nome win32diskimager-RELEASE-0.2-r23-win32.zip pode ser descompactado numa pasta de trabalho no desktop (onde também deixei o arquivo de imagem do Ubuntu) e executei o arquivo Win32DiskImager.exe já com o pen drive espetado no PC.

ubuntu_net_diskimager_screen

O uso desse utilitário é bastante simples: basta indicar o local onde está o arquivo de imagem do Ubuntu e a letra do drive do memory key (Device) e pressionar a tecla Write. Se tudo der certo você terá um memory key pronto para usar no seu netbook.

A escolha do hardware

A Canonical mantém uma página onde  relaciona os principais netbooks do mercado e como eles se comportaram com o novo sistema operacional. Muitos deles são conhecidos por aqui e que foram separados em três grandes grupos (até 17/05/2009):

  1. Tier 1 (funcionam muito bem ou apresentam problemas menores ou insignificantes)
    1. Acer Aspire One
    2. Asus Eee 1000
    3. Asus Eee 900a
    4. Asus Eee 901
    5. Dell Mini 9
    6. HP Mini 1033cl
    7. HP Mini 2140
    8. Lenovo S10
    9. Medion Akoya E1210
    10. MSI Wind U100
    11. MSI Wind U90
    12. Compaq Mini 701ES
  2. Tier 2 (funcionam mais ou menos bem, com alguns problemas mais sérios)
    1. Asus Eee900
    2. Asus Eee 701-SD / 702
    3. Axioo CMPC
    4. HP Mini 1000
    5. Kohjinsha SH6
    6. Samsung NC10
    7. Toshiba NB100
  3. Tier 3 (que reconhecidamente não funcionam com esse SO)
    1. HP 2133 Mininote

Henrique comenta: meio óbvio que uma parceria Canonical/Intel não vá funcionar direito num netbook com processador Via, como o HP 2133, certo?

Sugerimos que o usuário leia atentamente essa lista antes de se decidir pela instalação definitiva do Ubuntu Netbook Remix. No caso de dúvidas, o usuário pode optar pelo “modo de degustação” que não mexe no disco.

Analisando essa lista, eu decidi  instalar esse SO num velho conhecido nosso — o Positivo Mobo White 1050 —  baseado MSI Wind U100 que é descrito no site como Tier 1 e um produto onde o Ubuntu  “funciona muito bem” sem nenhum problema de compatibilidade.  Pedi um Mobo 1050 emprestado da Positivo e fui a luta.

Botando a mão na massa (e a outra no terço)

Antes de mais nada, é preciso reconfigurar a BIOS do Mobo para que o mesmo incialize o sistema não pelo seu disco rígido interno e sim por um disco USB (caso do memory key).

ubuntu_net_bios

Feito isso basta instalar o memory key com o arquivo de instalação do Ubuntu e reiniciar o sistema:

ubuntu_net_memokey

Se tudo der certo, a primeira coisa que o sistema deve perguntar é o idioma do instalador, logo após a tela inicial entra no ar com as diversas opções de instalação, incluindo a versão de degustação citada acima.

ubuntu_net_install_start_small

Como em qualquer procedimento desse tipo, o instalador realiza várias perguntas relacionadas ao idioma desejado, localização geográfica, layout de teclado e assim por diante. Na minha opinião a tela mais importante é a que pergunta como o Ubuntu vai ser instalado no disco. Como o Mobo 1050 já vem com Windows XP Home pré-instalado, existe a opção de limpar o disco e usar todo o espaço disponível para o Ubuntu ou reservar uma área específica para ele. Como esse netbook tem bastante espaço de disco, optei por reservar metade do disco para o Linux, preservando assim o Windows original que pode ser iniciado a qualquer momento por meio de dual boot que já é instalado e configurado automaticamente pelo instalador.

ubuntu_net_install_particao_small

Depois de mais algumas telas, o instalador solicita informações do administrador, se o usuário deseja migrar informações do Windows e finalmente se ele deseja iniciar o processo de instalação, que pode durar mais ou menos uma meia hora:

ubuntu_net_install_final_small

E não é que funcionou?

Se tudo ocorrer como o esperado o instalador avisa que o processo foi concluído e que o sistema tem que ser reinicializado. Como optei por manter o Windows no sistema, a tela inicial tem mais ou menos essa cara. A opção padrão é obviamente o Linux:

ubuntu_net_dual_boot

Sua tela principal lembra algo que já tinha visto no Google Chrome, ou seja, as aplicações mais usuais (ou favoritas) estão bem à vista do usuário enquanto que o resto das aplicações (incluindo as configurações do sistema)  ficam organizadas em tópicos no lado esquerdo da tela e as pastas de arquivos para documentos, músicas, imagens, vídeos e até o acesso a rede local ficam do lado direito. Note o fundo de tela com o nome “Mobo” importado do desktop do Windows (uia!).

ubuntu_net_tela_principal_small

No início, o usuário pode até estranhar a falta do botão “iniciar” mas acho que essa interface funciona bem já que além de simples, ela é bastante intuitiva e pode ser reconfigurada de acordo com o gosto do usuário. As informações que normalmente ficam no rodapé do Windows, como a barra de tarefas (aplicações ativas) e a barra de ferramentas (data e hora, estado da rede e da bateria) estão no topo da tela.

Entre as aplicacões que já acompanham o produto estão os seguintes títulos:

  • Firefox 3 (navegador web)
  • Evolution (cliente de email)
  • Pidgin (mensagens instantâneas e multiplataforma)
  • Rhythmbox (player de mídia)
  • FBReader (leitor de eBooks)
  • F-Spot (visualizador de imagens)
  • OpenOffice (suite de aplicativos de escritorio)

Entre algumas aplicações famosas que também podem ser instaladas nesse sistema estão o Adobe Flash, Adobe Reader, Java JVM Skype, etc.

ubuntu_net_browser_zumoCom relação ao suporte de hardware, o Ubuntu reconheceu praticamente todos os dispositivos disponíveis do sistema como o disco, mouse, placa de vídeo e resolução da tela, a acentuação do teclado acentuado em  e até mesmo o acesso da rede à internet (via DHCP).

De fato, para acessar a internet bastou ligar o cabo de rede na sua porta Ethernet e entrar no Firefox. Entretanto, notei que alguns recursos que costumam ficar normalmente desativados — como a webcam e o sistema de rede sem fio — não foram reconhecidos pelo sistema. Já tinha visto isso acontecer com o Mobo 1050 dentro do Windows onde era necesário ativar esses dispositivos pelas teclas de função como Fn+F6 para ativar a webcam e Fn+F11 — para ativar o Wi-Fi. Feito isso, o sistema automaticamente identificava um novo dispositivo e instalava os drivers necessários. Dispositivos USB como mouse sem fio, memory keys e até gravador de DVD foram reconhecidos automaticamente pelo sistema.

ubuntu_net_openofficeCom relação ao suporte de software, o Ubuntu utiliza um curioso sistema de busca e download de drivers, codecs e até aplicativos adicionais diretamente da rede o que facilita a vida do usuário mais leigo. Seu gerenciador de rede já está preparado para trabalhar com redes de banda larga móvel, VPN e até autenticação de rede ADSL via PPPoE.

Mas pelo que pude notar, os programas pré-instalados atendem bem as necessidades básicas do usuário de editar documentos simples, navegar e trocar mensagens na internet o que é, por sinal, a função básica de um netbook. Interessante observar que esse sistema operacional já está preparado para oferecer suporte para telas touchscreen o que pode incluir os novos netbooks convertibles como o classmate-PC tablet ou os tablets puros como o Shuttle X50, ambos baseados no processador Atom.

Por enquanto, eu gostei muito dessa versão do Ubuntu já que, de um certo modo ele atendeu às minhas expectativas de uma instalação simples e sem contratempos, resultando de cara num sistema quase que praticamente pronto para usar e os poucos ajustes necessários podem ser realizados por qualquer pessoa com algum conhecimento básico de rede.

Fica a dúvida de quem seria o público alvo desse produto, já que a maioria dos netbooks já saem de fábrica com um Windows XP Home pré-instalado e o resto com uma versão de Linux da casa. O que posso imaginar é que esse Ubuntu possa ser interessante para o usuário de netbook que deseje experimentar um Linux para usuário final, sem ter que mexer na sua instalação de Windows, ou aquele que comprou a versão com Linux e não está gostando do seu modo de uso. Finalmente, alguns integradores também podem pensar em adotar esse SO nas suas máquinas com Linux, bastando para isso fazer alguns ajustes finos que garantam que seu hardware será 100% compatível com o produto.

Nuff said!

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Na hora que eu comprar um netbook, vou fazer questão de instalar esse Ubuntu!
    Agora, será que ele também funcionaria em nOtebooks “veinhos”?

  • Walter Mercado

    Sempre achei curioso a maneira como ele mescla a barra de título do programa com a barra de menu do sistema. Força o programa a rodar maximizado e dá uma aparência de aba.
    Como será que o GIMP – com várias janelas flutuantes – funciona nele?

    Fabiano,
    Talvez não ofereça suporte a alguns recursos (normalmente os netbooks usam dispositivos muito semelhantes entre si).
    Talvez seja possível instalar o Ubuntu normal e depois o Netbook remix por cima dele.

    Nagano,
    Ao clicar no logotipo do Ubuntu – canto superior esquerdo – não abre a lista de aplicativos?

  • Walter Mercado

    Ah é, será que dá pra instalar o Netbook Remix via Wubi?
    Por esse método, o Ubuntu inicia pelo gerenciador de boot do Windows ao invés do Grub. E pode ser desinstalado facilmente a partir do Adicionar/Remover programas do Windows.

  • André

    O netbook remix já existe desde a versão anterior do Ubuntu – só não tinha recebido destaque…

  • Marcelo

    Interface bem produzida, muito bonito,
    sem falar que não precisa instalar antivirus o que ajuda no desempenho.

  • Muito bom o trabalho da Canonical em difundir o Ubuntu – ficando de fora da distro-war, considero a melhor distro para usuarios lleigos (incluindo eu)

    Pena que o meu EEE 701 não suporte a resolução de tela exigida pelo Ubuntu 🙁

    E já testo o Ubuntu 8.1 no ps3, e ele roda uma maravilha, mesmo com os 256Mb de RAM do sistema. Firefox, gimp, open office, instant messenger, emuladores, divx, mp3, bluetooth, etc… rodou tudo maravilhosamente bem.

    Tive problemas em compilar um programa (Super PI), pois não tem executável, além de não conectar em minha rede wi-fi. São esses pequenos probleminhas que afastam um leigo do sistema. Mas ainda não desisti dele.

  • Rafael

    Sr. Zumo e suas expressões idiomáticas!

    O DiskImager teoricamente não pode ser usado para gravar imagem do próprio Ubuntu Desktop ou qualquer outra imagem? Ou vale somente para SO’s?

    Será possível rodar o Ubuntu NetbookRemix em um desktop?

    E as personalizações do Ubuntu – como os efeitos de transição e o cubo – rodam normal ou somente com aquelas gambiarras malucas que fazem rodar até em PC de mais de 10 anos?

  • Oi Walter,

    Aquele loguinho no canto funciona como o botão “show desktop do Windows”.

    [ ]s

    M.

  • Yuri

    Baixei, coloquei no pendrive, mas não quer fazer o boot, dá erro.
    já tentei com as duas versões do disk imager

  • Muito bom essa versão do Ubuntu, testei tanto essa quanto a original em meu Mobo 1020 e funcionou tufo certinho. Apenas o vídeo parece funcionar melhor no Windwos, mas reconheceu todo o hardware!

  • Walter Mercado

    Nagano,
    Agora que eu percebi…
    As opções do menu à esquerda são os sub-menus do “Iniciar” tradicional do Ubuntu – o Aplicativos.
    Acessório, Escritório, Gráficos, etc.
    🙂

  • Pingback: Hands on: Ubuntu Netbook Remix()

  • Pingback: Ubuntu Netbook Remix « VertexNET – Informática, Música, Futebol e mais!!!()

  • Tenho um AAO A110 que veio com o Limpus. Tratei de tirar e colocar o XP, mas com a saída dessa versão do Ubuntu, resolvi testar.

    Odiei com toda minha força. Não gostei dessa interface. Ai, desinstalei e coloquei a 9.04 normal.

    {}

  • Patricia

    Agora sei tudo sobre o Ubuntu Netbook Remix! Esse Mobo é bom mesmo!

  • Eu tenho o Netbook 1120BR da HP é ótimo e o design é o que chama mais a atenção, eu só uso o Ubuntu nele e nos meus outros PCs é um exelente sistema operacional, nem parece Linux mas sou fã do Windows e Linux gente olhem esse vídeo http://www.youtube.com/watch?v=V8osNBcu6ko

  • Tem esse aqui http://www.youtube.com/watch?v=7QyyC4LRoYI Video feito em um Notebook HP pavlion DV6000 com GPU Intel 945GM 128m, rodando Ubuntu 7.04 64bits + Compiz Fusion 0.51.

  • Adam

    Respondendo ao Rafael, e para conhecimento geral:

    Fiquei tão impressionado com o imediato funcionamento do ubuntu netbook remix no meu ACER Aspire One, e eu não tive que fazer nenhum remendo pós-instalação, que resolvi experimentar no meu desktop Celeron D, 2.8 Ghz 2 GB RAM. E da mesma maneira, funcionou perfeitamente sem ter que fazer qualquer acerto.

    Não sei exatamente se usar o Ubuntu netbook remix em um CELERON D, eu perderia alguma coisa em termos de performance, mas de qualquer maneira não tenho motivos para reclamar e nem para sentir falta da versão tradicional para desktop e assim ter que regerar novamente com a desktop.

  • Arthur Cruz

    Adoraria ver um teste do novo Moblin v2!
    Ele tá incrivel, e ainda é beta!

    Uso o Ubuntu, e estou muito satisfeito.
    Mas esse novo Moblin vai deixar esse Netbook Remix no chinelo!

  • Marcio

    Instalei o Ubuntu Netbook Remix no meu Mobo 1050 faz algumas semanas. Quase tudo funciona bem. No entanto a rede sem-fio deixou a desejar. Além de ter seu alcance diminuído, a velocidade ficou bem menor (na média 60KB/s). Não vou desistir do UNR, no entanto gostaria de resolver esse detalhe da rede sem-fio.

  • Thiago

    Meu comentário é que testei e odiei

    A interface é bonita mas é extremamente lenta se a aceleração 3D não está habilitada.

    O problema é que muitos chipsets e notebooks/netbooks (menos os atom) não tem suporte no Linux a aceleração 3D

  • Testem o G:Noblin, uma distribuição brasileira mais leve que utiliza uma interface similar a do Ubuntu Remix. http://www.goblinx.com.br/?p=419

  • Interessante. Nunca testei essa versão. Mas só faltou dizer pro pessoal que nunca usou Ubuntu que quase q na maioria das vezes se instala programas pelo Synaptic ou no “adicionar/remover…” (tem nessa versão, certo?).

  • Olá
    Eu fiz um esquema diferente pois não gostei do sistema, acabei fazendo uma customização, instalei ele em um SSD de 2gb meu eeepc tem 2gb de memória vou resumir, tirei tudo que é frescura boot splash, gnome, tirei tudo, ele boota carrega o xdm o openbox, o lxpanel, wcid(daemon de rede) apenas isso, queria dar um jeito de disponibilizar a imagem.

  • Lex Aleksandre

    Convenhamos, um desktop completo, prático e eficiente! Sem contar que é muito estável e seguro, já que não me preocuparei com vírus de qualquer tipo (nem anti-vírus necessito instalar).
    E a melhor: no preço! Todo o software é gratuito e livre, para ser usado da forma que eu quiser e sem preocupações com licenças ou cópias.
    Esse é o mundo do Software Livre!

  • Olá companheiros. Vou rodar esta versão no netbook da Mobo M970 da minha namorada e vejamos o resultado. A expectativa é boa, já rodo o Ubuntu no meu note e ela tem se acostumado com a lavagem cerebral que tenho operado já há algum tempo. Valeu pelo tutorial, um abraço!

  • Oi Paulo,

    Como o Mobo M970 é baseado num processador da VIA eu sugiro que vc faça um test drive antes de ir apagando o HD dela. O site da Canonical informa que esse empacotamento foi feito para rodar com máquinas baseadas no processador Atom.

    [ ]s

    Mário

  • Adam

    Amigos,

    Gostaria de saber qual a vantagem ou a justificativa para se seter distribuições em formato img, como esta, ao invés do tradicional formato iso?

    E ainda é possǘel se transformar do formato iso para img? Qual programa e capaz de fazer isto?

  • Fala Mário,

    Baixei o arquivo e instalei no pen drive Kingston de 4GB para rodar no Mobo M970. Realmente parece que não foi o ideal. Os programas demoram para abrir. Depois que abrem, rodam que é uma beleza. Testei o Open Office, o Pidgin e outros. Porém, ele não reconheceu o wireless, conforme disse o tutorial. Só que apertando Fn+F2 (que neste modelo é o que aciona o wireless) ele também não funcionou. São alguns detalhes que poderiam fazer valer a pena se dessem certo. Será que a lerdeza fica por conta de estar no Pen Drive ou é pelo processador e baixa memória mesmo? Será que no HD ficaria + rápido?

    Um abraço

  • Olá companheiros,

    Conforme disse, instalei o Ubuntu 9.04 no pen drive e no Positivo Mobo M970. Testei e havia tido problemas com a velocidade. Porém, acho que encontrei a solução. No menu “Sistema/Preferências/Alterar modo da área de trabalho”, é possível alterar a visualização do gnome para a versão tradicional do Ubuntu. Aí ele funciona que é uma beleza!

    E com um detalhe: no Windows, já foi detectado uma série de problemas, sobretudo com o Firefox 3.0, por questão de falta de memória. Mas o Firefox tá rodando perfeito neste Ubuntu 9.04 no Mobo. Valeu a pena testar. O Open Office também tem rodado muito bem. Agora testemos outras opções, como o YouTube, o Rhythmbox, etc, pra exigir o máximo do bichinho e ver como ele se comporta.

    []s
    Paulo

  • Pingback: Microsoft remove limite de 3 aplicativos no Windows 7 Starter | WinAjuda()

  • Klods

    Tava na duvida se comprava o mobo white ou não pq gosto de ter windows e linux em dual-boot.
    Agora é só juntar o money e comprar meu briquedinho novo!
    rsrsrsrsrs…

  • Lucas

    3. Tier 3 (que reconhecidamente não funcionam com esse SO)
    1. HP 2133 Mininote

    Henrique comenta: meio óbvio que uma parceria Canonical/Intel não vá funcionar direito num netbook com processador Via, como o HP 2133, certo?

    So queria comentar q funciona totalmente excelente no hp2133, sem nenhum problema na istalaçao.

  • Leonardo

    Caros, uma pergunta. Gostaria de instalar esse Ubuntu no meu Netbook da Acer (Aspite One), mas estou com um dúvida. O pc da Acer já vem com um sistema de isntalação default que possibilita que você reinstale todo o sistema se acontecer algum problema (volta para o XP, com todos os drives). Pergunta: fazendo essa divisão de espaço na HD eu perco esse sistema que já vem de fábrica? A dúvida é bem leiga, mas preciso sanar isso antes de instalar. Estou com receio de participar a HD e depois não conseguir mais instalar as configurações originais da Acer. Grato. Leonardo

  • Só para deixar registrado. Rodou fino num Asus Eee pc 1000H. Para quem não quiser a aparência padrão, basta alterar em Sistema -> Preferência -> Alterar modo da área de trabalho.

    =]

  • Diogo

    Realmente parece ser uma ótima solução, estou querendo comprar o Acer ASpire One com 8 GB SSD, 512 MB RAM, Intel Atom N270, será que vai ficar legal?

    Abraços

  • Marcos

    Testado no Magalhães. 5*

  • Mario,

    pode incluir na lista “Tier 1” o Netbook Positivo Mobo 2050 3G que funcionou “out of the box”. Reconheceu o hardware em 100%, inclusive a placa 3G embutida. Destaque também para a configuração do VivoZAP com (literalmente) meia duzia de cliques (selecione o país, operadora, ok, ok e pronto!)

  • Marcelo Pontes

    Bom dia, comprei um Eee PC 1005 HA e instalei o Ubuntu Remix, gostei mas não consegui usar a rede sem fio, mas no windows funciona normalmente.

    Na parte superior tem como configurar rede, mas não detectou a rede sem fio, então fiz as configurações manualmente com os parâmetro que já uso no conector usb no desktop e mesmo assim não funcionou. A luz da rede sem fio está acesa.

    Configuração que usei:

    WIRELESS:
    SSID: O NOME DA REDE
    MODE: INFRAESTRUCTURE
    BSSID: DEIXEI EM BRANCO
    MAC ADDRESS: DEIXEI EM BRANCO
    MTU: AUTOMATIC

    WIRELESS SECURITY:
    SECURITY: WEP 40/128 – BIT KEY
    KEY: COLOQUEI A SENHA
    WEB INDEX: 1 DEFAULT
    AUTENTICATION: OPEN SYSTEM

    Gostaria de resolver esse problema, pois gostei do sistema e queria continuar usando.

    Outra pergunta. Faço mestrado em Biologia Computacional e Sistemas na FIOCRUZ e preciso instalar vários programas que usarei no meu projeto, gostaria de saber a opnião de você quanto a robustez desse sistema para instalar os programas:

    – Tomcat + Axis
    – Eclipse
    – Vistrails – gerenciador de Workflows
    – PostgresSQL

    preciso instalar esse programas para trabalhar quando tiver fora de casa, mas o serviço pesado será feito em um Quad Core em casa.

    Gostaria da opnião de vocês.

  • Luis

    Bom dia !

    Gostaria de saber se alguém conseguiu instalar o Remix no netbook da Proview 81001 ? Ele veio com o Ubuntu instalado mas sua otimização não é adequada, deixando ele lento. O windows xp acaba sendo mais ágil, sóq ue gostaria de manter ele no linux. Obrigado !

  • rafael engel

    opahhh..
    to louco pra instalar essa distro no meu net,
    mas não consegui baixa-lo ainda! T.T
    meu acesso a internet ta muito dificil!

    ahhhhhhhhh!

    pessoal…alguem tem alguma opinião sobre o Miblin?

    abraço a todos

  • Vinicius

    Galera, instalei em um mobo 2055 3g… perfeito!!!

  • giovanna

    Olá eu tenho um positivo mobo sem leitor de cd room. Tentei formatar varias vezes so que no meio da formataçao dá erro no win32. Já troquei o cd de instalaçao do windows xp, so que continua dando o mesmo erro .
    Nao sei mais o que fazer me ajude por favor !

  • Emannuel

    Prezados, ainda bem que esses problemas não ocorreram no meu net Acer aspire one. Sucesso!!!

  • Edemar

    tenho um netbook Acer Aspire one, está ocorendo um erro no boot, não funciona a opção, não deixa instalar nem, alguem pode ajudar?

  • jose

    da para baixar o google chrome ,msn e todos os programas…………

    no ubuntu

  • Gabe

    Pessoal, eu instalei o UBUNTU no meu ACER Aspire One e honestamente, eu não gostei.
    O sistema fica extremamente lento! Será que é só no meu que aconteceu isto? O que pode ter acontecido?

  • Matheus

    Bom Dia!
    Gostaria de saber se o Ubuntu Remix Funcionaria no Netbook Mobo M900 da Positivo que tem 512 de memória, 4Gb de espaço para o sistema e processador Via c7 de 1.2 Ghz.
    Se caso alguem souber me responder me manda para o meu Email: matheus.google@hotmail.com
    tetheusfurtado@hotmail.com

    • Oi Matheus,

      Infelizmente essa distribuição foi feita para rodar apenas em netbooks com processador Intel Atom, o que não seria o caso do seu M900.

      Sorry.

  • larissa

    Não consegui instalar :/

  • Flavia Medeiros

    Queria agradecer a disponibilização desse tutorial. Ganhei um net Acer Aspire One que vem com o Linpus Linux ‘instalado’ e quase me desesperei por não conseguir acessar ao gráfico, depois de muiiiiito pesquisar e estudar consegui com a sua ajuda criar meu pendrive de instalação e instalar o Ubuntu no meu netbook! Eu, que nuuuunca fiz nada nos pc’s aqui de casa no que se refere a sistema consegui sozinha instalar meu operacional e estou muito satisfeita com o resultado. Muito obrigada!!

  • daniel

    olá gostaria de saber se nessa versao de linux eu posso instalar ferramentas de programaçao como php, mysql, java normalmente ?
    obrigado

  • Andrefub

    Tenho um e-machine D442-V081 e gostaria de saber se o ubuntu vai funcionar corretamente com o processador amd?

  • Lucas

    Só para contribuir com a pergunta de quem será o público alvo: Hoje comprei um Acer, ele veio com uma distribuição do linux que só tem modo texto, ou seja, como o Nagano previa, me encaixo nos que gostam do Linux, mas não na distribuição que veio "original

    Valeu pelas dicas.