ZTOP

Google Art Project chega ao Brasil (e a mais de 150 museus no mundo)

Captura de Tela 2012-04-03 às 8.32.43 AM

Dois museus paulistanos estreiam hoje na nova versão do site Google Art Project, que permite ver obras de arte de 151 museus em todo o mundo: o Museu de Arte Moderna (MAM) e a Pinacoteca do Estado de São Paulo. É a primeira vez que museus da América Latina (10 no total) aparecem no projeto do Google.

A nova versão do Google Art Project traz melhorias ao site: é possível agora criar coleções pessoais (“Minhas Galerias”), compartilhar obras no Google+ e outras redes sociais (Twitter, Facebook) e até mesmo discutir sobre quadros usando os Hangouts em vídeo da rede social do Google. Segundo o Google, a busca dentro dos museus foi aprimorada também, com filtros por período histórico, artista ou tipo de arte.

O Google incluiu na ferramenta 89 obras de 85 artistas do MAM, além de 15 obras de 11 artistas do Panorama da Arte Brasileira, associado ao MAM. A Pinacoteca do Estado tem tem 98 obras de 48 artistas. Os museus são fotografados e mapeados com a ajuda de uma versão adaptada e compacta da tecnologia usada nos carros do Google Street View para um carrinho de mão (veja fotos) – como resultado, um passeio virtual está presente no site do Art Project para os museus.

Segundo o Google, as obras catalogadas no Art Project são escolhidas pelos museus parceiros – por isso não estão disponíveis todas as obras dos museus. MAM e Pinacoteca também têm uma foto especial capturada em 7 bilhões de pixels (!) para mostrar todos os detalhes de obras selecionadas. No caso do MAM, é um  painel d’Os Gêmeos capturado em gigapixels, e na Pinacoteca, um quadro de Almeida Junior.

Na primeira fase do Google Art Project, anunciada em fevereiro do ano passado, apenas 17 museus foram catalogados pelo Google em nove países. Hoje, de acordo com o buscador, são mais de 40 países presentes no projeto, com mais de 30 mil imagens e visão em modo Street View em 46 museus. Uma versão do site para tablets Android (em primeira fase) já está disponível, e em breve o Google Art Project terá uma versão para iPad também.

O Google Brasil não comenta quais outros museus brasileiros farão parte de futuras versões do Art Project: diz apenas que é um processo contínuo de crescimento.

Representantes da Pinacoteca e do MAM comentaram que o Google não oferece contrapartida econômica pela participação no projeto, mas que vêem o Art Project como “um parceiro importante para ampliar e garantir a acessibilidade do acervo”, nas palavras de Marcelo Araújo, diretor da Pinacoteca, e que “a contrapartida é o potencial pedagógico mundial”, segundo Felipe Chaimovich, curador do MAM.

O vídeo explica como usar o site:

 

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin