ZTOP

Foblets do dia: Samsung Galaxy Mega (5.8 e 6.3)

GALAXY Mega 6.3 destaque

A Samsung ampliou o foblet (smartphone + tablet) de novo: os gigantes da vez são os novos modelos chamados Samsung Galaxy Mega, com telas de 5,8″ e 6,3″.


A fabricante coreana diz que o Galaxy Mega “combina a portabilidade e conveniência de um smartphone com o poder, as capacidades de multitarefa e a experiência melhor de visualização em um tablet” (logo, admite que é um foblet mesmo). A Samsung afirma que é possível operar o dispositivo com uma mão apenas – ou colocá-lo em um bolso.

Apesar do tamanho/peso ampliado (167.6 x 88 x 8.0 mm, 199g para o Mega 6.3 e 162.6 x 82.4 x 9.0 mm,  182g  para o Mega 5.8), as configurações dos dois smartphones são mais modestas que os topo de linha Galaxy Note II ou Galaxy S4, porém ambos já vêm com alguns recursos de software do S4 (que sai no final deste mês, por sinal), como AirView e divisão de tela entre diversos apps.

Para efeito de comparação, o novo Galaxy S4, com tela Full HD de 5″ mede 136.6 x 69.8 x 7.9 mm – e pode caber inteiro sobre qualquer um dos novos Galaxy Mega.

Os dois rodam Android 4.2 “Jelly Bean” com interface TouchWiz.

O Samsung Mega 6.3 vem com processador dual-core de 1,7 GHz, câmera de 8 megapixels (traseira) e 1,9 megapixel (frontal), 1,5 GB de RAM (8/16 GB de armazenamento interno + slot para microSD) e bateria com capacidade de 3.200 mAH. Sua tela de 6,3 polegadas tem resolução HD (720p). Na conectividade, 4G/LTE/HSPA+, Wi-Fi, Bluetooth e NFC.

Já o Samsung Mega 5.8 é uma versão mais simples, com tela de 5,8 polegadas qHD (540 x 960), processador dual-core de 1,4 GHz, câmera de 8 megapixels (traseira) e 1,9 megapixel (frontal), 1,5 GB de RAM, 8 GB de armazenamento interno (expansível com microSD) e bateria de 2.600 mAH. Nada de NFC ou 4G por aqui: somente HSPA+, Wi-Fi e Bluetooth.

Os Samsung Galaxy Mega serão lançados em maio, com Europa e Rússia sendo os primeiros mercados a receber o produto. O preço não foi divulgado. Especificações completas em inglês na Samsung.

Galeria de fotos (clique para ampliar)

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin