ZTOP

Gadgets do dia: Commodore VIC Mini e VIC-Slim

Já faz algum tempo que acompanhamos a volta da marca Commodore USA, primeiro com o anúncio do novo Commodore 64x e mais recentemente do Amiga Mini. O curioso é que passeando pelo site da empresa deu pra ver que ela também está revivendo outra marca ainda mais antiga — o Commodore VIC.

Lançado no início dos anos 1980, o VIC (modelo VIC-20) era um computador de oito bits equipado com um processador MOS 6502, 5 kb de RAM e cujo nome vem do seu chip de vídeo — o MOS Technology VIC (Video Interface Chip) — criado originalmente para equipar terminais de vídeo e consoles de jogos. Segundo a lenda, a Commodore (na época, dona da MOS)  não conseguiu encontrar um mercado para esse chip, de modo que ela resolveu usá-lo para  embarcar no sucesso do Apple II lançando um produto que pudesse competir no mesmo segmento.

O VIC-20 tem o mérito de ser o primeiro computador pessoal do mercado a vender mais de 1 milhão de unidades, mas foi atropelado pelo seu sucessor — o  Commodore 64 (1982) — de quem herdou o visual e vendeu ainda mais (~ 12,5 a 17 milhões de unidades) fazendo dele um dos modelos de computador mais vendido de todos os tempos.

Mas assim como os outros produtos da Commodore USA, não sobrou muita coisa do VIC-20 original — a não ser o nome — já que seu hardware parece ser uma versão simplificada do Amiga Mini. No lugar dos processadores Core ix com GPU NVidia GeForce GT430, o VIC Mini (embaixo) vem equipado com um processador Intel Atom D2700 dual-core de  2,13 GHz e GPU Nvidia GeForce GT 520 (uia!). Fora isso a configuração básica vem com 4 GB de SDRAM DDR3 1066 MHz, Wi-Fi, Bluetooth e leitor de Blu-Ray. Seu visual segue o mesmo do Amiga Mini com seu elegante gabinete em alumínio na cor prata…

… e também disponível na cor preta:

Fora isso a fabricante também oferece um segundo modelo — o VIC-Slim — que me parece ser uma versão revisada do Commodore 64 “Phoenix” lançado pela nova empresa em 2010 e que saiu de linha com a chegada do C64x. Essa versão também vem equipada com um processador Intel Atom D2700 dual core de  2,13 GHz mas a sua aceleradora gráfica é o Intel GMA 3150. Fora isso, ele vem com 2 GB de SDRAM DDR3 1066 MHz, Wi-Fi e Bluetooth, mas não acompanha o leitor de mídia óptica. O seu preço sugerido é de US$ 595 com disco rígido de 1 TB. Mais informações aqui.

Ainda em tempo:

Ao ler algumas notícias sobre o lançamento do Amiga Mini, muitos reclamaram do seu preço que pode chegar a US$ 2.999 na sua versão mais parruda (Core i7 2700k, 16 GB de RAM e disco SSD de 600 GB). O curioso é que se segundo sua página de configurações a Commodore USA também oferece o dito cujo na versão barebone (sem processador, memória, disco, Wi-Fi, etc.) pela bagatela de US$ 345.

Pelo que dá para entender, essa opção vem só com o gabinete e o leitor de blu-ray. Aparentemente, nem a placa-mãe acompanha o que não deixa de ser uma boa notícia já que ele permite que o seu público alvo (usuários avançados e entusiastas) instalem a placa mini-ITX de sua preferência.

Essa opção barebone também é oferecida no VIC Mini (US$ 345) e no Commodore 64x (US$ 345). Já no VIC-Slim está disponível nas versões com Atom D525 de 1,8 GHz  (US$ 295) ou no novo Atom D2700 de 2,13 GHz (US$ 345).

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Eu gostaria muito de ter um desses afinal tb sou um saudoso dono de um Amiga nos bons e velhos tempos.
    Mas tipo, das duas uma: ou eles tão meio hyped demais ou eu que sou pobre mesmo pq tá caro bagarai! (Mais provavelmente a segunda opção, evidente…)

    • mnagano

      Então Erich,

      Para mim, tanto o novo Amiga quanto os novos VICs me parecem ser desktops x86 genéricos que nada tem a ver com os modelos originais.

      De qualquer modo, se eu fosse investir em algum desses Commodores, minha opção seria pela versão barebone do C64x — tanto pelo seu visual retrô quanto pelo seu teclado eletromecânico, que a empresa desenvolveu especialmente para esse produto.

  • doctor

    Tive um Amiga 500 e depois um amiga 3000. Saudosos tempos. Agora esse design "novo" me lembra outro "Mini" concorrente. Podiam ter trabalhado um pouco mais. Outra coisa: que site medonho esse da Commodore!

  • Acho que a versão barebone não vem com a Motherboard não :S

    • mnagano

      Eu também tive essa dúvida no início, mas depois de analisar detalhadamente cada oferta, eu acho q vc está certo. Parece que só o VIC-Slim oferece a MB junto com o barebone.

      Mas mesmo se não vier com a MB, eu ainda penso ser uma boa oferta já que isso permite que o usuário utilize qualquer placa-mãe de sua preferência, desde que compatível com o padrão mini-ITX. Espero que, pelo menos ele já venha com a fonte de energia externa e algum tipo de circuito adaptador que compatibilize o mesmo com o conector de força de 24 pinos das MBs.

  • edivaldo_ma

    Esse designe parece demais com o mac mini anterior a ultima versão. Estão pedindo pra Apple processar eles e olha que ela não perdoa ninguem. 🙂

    • mnagano

      Sei não… Ainda não vi o pessoal de Cupertino cair em cima da Asus por causa do Ultrabook deles.