ZTOP

Gadget do dia: Ultrabook Dell XPS 13

Avistado pela primeira vez na CES em janeiro, o Dell XPS 13 Ultrabook chega ao nosso mercado e já pode ser encomendado no site da empresa com preços a partir de R$ 3.799.

 

Como o próprio nome sugere, trata-se de um notebook leve e fino equipado com tela LCD/LED de 13″ com resolução nativa de 1.366 x 768 pixels protegida por uma camada de Gorilla Glass, algo que só vimos até hoje no Thinkpad X1 da Lenovo. Fora isso, seu teclado é retroilumiado e vem equipado com um espaçoso touchpad com base de vidro com suporte para multitoque.

Segundo o site da Dell, este Ultrabook está disponível em duas versões: um modelo mais mainstream equipado com processador Intel Core i5 2467M de 1,6 GHz (~2,3 GHz no modo Turbo) com disco SSD de 128 GB (preço sugerido: configurações a partir de 3.799) e o mesmo modelo com SSD de 256 GB (configurações a partir de R$ 4.999) e uma mais premium equipada um Intel Core i7 2637M de 1,80 GHz (~ 2,80 GHz no modo turbo) e disco SSD de 256 GB cujo preço sugerido começa em R$ 5.999 (curiosamente o mesmo do Asus Zenbook UX31 no seu lançamento).

Informações mais detalhadas de cada configuração podem ser encontrados no site da empresa e em um hotsite.

Além da Dell, fabricantes como Asus, LG e Acer já vendem ultrabooks no Brasil.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Adriano Lima

    Um ótimo produto para uma péssima realidade.

  • edivaldo_ma

    O problema dos Ultrabooks é o mesmo dos ipad killers, um produto com acabamento inferior e preço igual ou superior aos da Apple.

    • mnagano

      Nag, nag, nag.

      • edivaldo_ma

        O que quer dizer, Nag, nag, nag?

        • aaa

          nag nag nag?

          • mnagano

            nag nag nag & nag!

          • henriquem

            nag nag nag

  • lsneucamp

    O problema dos Ultrabooks pra mim que sou usuário exigente é a placa de video boa pra jogos(pra configuração no minimo média, pq low não vale a pena nem jogar) e não ter leitor de bluray(nesse caso não faz sentido, U XPS 13 é 720p-> outro problema). Mesmo desconsiderando SSD o preço é alto demais, e o custo beneficio é baixo.
    Tudo isso pra pesar – 500g~800g que um notebook com mesmo preço e com configuração melhor que nem o XPS 15 l502x(Considerando o SSD). Além do processador que o melhor é dois núcleos e suporta 4 threads.
    Ultrabook pra mim é ainda um conceito, quem sabe com a nova linha dos processadores Intel com Trigate a coisa muda de figura.
    U XPS 13 é lindo isso é, e leve… tive o prazer de mexer em um, mais não compraria.

  • henriquem

    blu-ray? que tecnologia antiquada 😛

  • Acho que chegou um pouco tarde, dado os boatos de atualização do MacBook Air. Esperemos para ver o que a Apple preparou esse ano…

  • O produto é bom, mas já chegou desatualizado:
    – Sem slot para cartão SD
    – Tela com resolução de 720
    – É um dos mais pesados da categoria com 1.4kg
    – Não tem saída HDMI nativa
    – Cade a porta USB 3.0 ou um Thunderbolt da vida???

    Mas fora isso o produto é bonito, parece ser bem construído (quero ver ao vivo para ter certeza), tem a qualidade da Dell.

    Mas Gorila glass em um Notebook??? Nos tablets até entendo pelo fato de ser uma tela para o toque e não existir uma proteção direta se não houver uma capinha, mas em notebooks não consegui ver a vantagem ainda.

    Quanto ao preço não tenho muito que falar, afinal a culpa não é do fabricante e sim do Governo Brasileiro que cria barreiras gigantes para produtos importados através de impostos de importação exorbitantes que não existem em nenhum outro lugar do mundo. Por outra lado este tipo de barreira gera empregos para o nosso povo.

    Comprar mais barato e ser desempregado ou ter um emprego e pagar mais caro. Ó dúvida cruel!!!!

  • alexkoti

    Nagano, pode me dar uma opinião pessoal? Trabalho com programação, em casa(desktop), mas acho que poderei ter necessidade de um notebook. Então, como máquina de trabalho, mas que não será a principal, é melhor um Thinkpad X1 ou um desses ultrabooks? Gosto das características do X1, mas não posso carregar peso por muitas horas, por isso os ultrabooks são interessantes também.

    Ou a Lenovo já pensa em lançar um ultrabook?(caso o X1 não seja considerado um…)

    • mnagano

      Vamos por partes:

      Para mim, os Ultrabooks são bem legais mas eles abrem mão de alguns recursos — em especial portas de E/S — em favor de portabilidade, o que pode não ser um bom negócio para alguns profissionais de TI.

      Durante a última CES a Lenovo mostrou o T430u — um ThinkPad Ultrabook. Ele nos pareceu uma versão com menos frescuras, bem mais em conta do X1 e que deve chegar por aqui ainda este ano, na época do lançamento do Ivy Bridge.

      http://ztop.com.br/2012/01/10/hands-on-thinkpad-t

      De um certo modo, o X1 pode ser considerado um precursor dos Ultrabooks. É uma máquina super interessante porém ele também está em vias de ser substituído pelo X1 Hybrid. Isso pode ser uma boa notícia, já que numa dessas você pode achar um X1 novo a preço de liquidação.

      Fora isso, eu sugiro vc dar uma olhada em outros modelos como o T420s (uma variação do T420 de linha porém mais leve e fino), ou mesmo o X220 versão ultracompacta com tela de 12,5"

  • edgar

    6 mil reais? de verdade dell ? brincadeira mesmo…

    • mnagano

      Se o modelo com Core i7 não cabe no seu bolso, a Dell oferece o mesmo modelo com Core i5 a partir de R$ 3.799.

      De fato, isso está no post acima.

  • alexkoti

    Obrigado pelas dicas! O X220 me pareceu muito interessante, mais até que o X1, por conta do tamanho e duração de bateria. Nunca havia parado para olhar esse modelo, pensava que o X1 era o menor. Acho que soluciona minha necessidade de um notebook leve e pequeno, mas potente e resistente, valeu 🙂

    ps: como não pegarei um 'right-now', posso esperar para ver esse T430u

    • mnagano

      O X220 é um note bastante versátil e até possui um curioso acessório chamado Ultrabase, que seria uma dock que se encaixa sob o portátil adicionando mais recursos como quatro portas USB 2.0, portas SVGA e DisplayPort, Ethernet, som, alto-falantes mais potentes e até uma gaveta para instalar um gravador de DVD ou um segundo HD. O legal é que como esse acessório tem a mesma largura e comprimento do X220 ele pode ser transportado e até usado como se fosse um único conjunto.

      Uma outra dica é que caso você utilize esse portátil apenas para trabalhos leves, uma alternativa é procurar por um ThinkPad usado como um X61s ou X200. De fato, já tenho visto ThinkPads T60/T61 de segunda mão (com chip Core 2 Duo) na faixa dos R$ 800 ~ R$ 900 em algumas lojas da Santa Ifigênia.

      Correção: Passei lá na Santa no final de maio e cheguei a ver Thinkpads T60 e até X60s/X61 na faixa dos R$ 500.

  • Eu tô agora usando um notebook Dell core i5, basicamente a mesma configuração por 2,5k. Adoraria ter um ultrabook desses, mas acho que ainda não compensa pra mim (e pra 90% dos brasileiros eu acredito) hehe.

    Adriano lá em cima tem razão.