ZTOP

Gadget do dia: Nokia Asha 205

A Nokia pode não estar nos seus dias mais ágeis para lançar smartphones, mas sua linha Asha, voltada para inclusão digital, ganha novos modelos quase todo mês: agora é a vez dos Asha 205 (com teclado QWERTY e botão dedicado ao Facebook) e Asha 206 (com teclado alfanumérico), ambos com preço sugerido no exterior de US$ 62 e que chegam às lojas até o final do ano (e em 2013 ao Brasil, ainda no primeiro trimestre). 

O Asha 205, diz a Nokia, é o “aparelho mais social da linha Asha”, com o tal botão para Facebook e atalhos rápidos para Gmail, Twitter e chat online. Como os demais telefones da linha Asha, o 205 vem com 40 jogos gratuitos da EA para baixar, navegador Xpress Internet (que reduz o consumo de dados) e terá versões com um ou dois SIM cards (com troca rápida de chips de operadoras). A câmera tem resolução VGA (640 x 480).

Entre os serviços instalados no telefone, o Nearby usa as antenas das operadoras para ajudar na localização de pontos de interesse, e o novo recurso Slam (abaixo), que permite trocar conteúdo (fotos, vídeos) com outros aparelhos via Bluetooth sem precisar parear os dois dispositivos – parece interessante.

A Nokia afirma que seus modelos mais recentes da linha Asha, apesar de básicos, já entram na conta de smartphones por institutos de medição de mercado internacionais – e creio que o 205 está nessa lista. Semana passada, Almir Narcizo, presidente da Nokia Brasil, comentou que o Asha 305 é “campeão de vendas no varejo nacional”.

O Asha 205 terá versões em azul, laranja e magenta (com combinações com preto, branco e rosa).

Já o Nokia Asha 206 é uma versão candybar mais simples, com teclado alfanumérico, câmera de 1,3 megapixel e design que lembra (pelo menos na traseira) o Nokia Lumia 820. Também tem Nearby, navegador Xpress, compartilhamento via Slam e versões com um ou dois chips de operadora.

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin