ZTOP

Gadget do dia: Adlens P.O.V. (um óculos de grau ajustável)

Sistema utiliza líquido para mudar a curvatura das lentes, permitindo assim que o usuário ajuste o grau de seus óculos de acordo com suas necessidades.

Criado pela britânica Adlens, o P.O.V.  é um curioso óculos que adota uma engenhosa tecnologia — batizada de Fluid Lens —  que utiliza lentes “ocas” com paredes (ou mais exatamente membranas) de plástico fino, cujo interior é preenchido com um líquido transparente com alto índice de refração que — dependendo da quantidade utilizada — é capaz de mudar sua potência, de -4,5 até +3,5 dioptrias (ou graus).

A grande sacada desse produto é que essa regulagem pode ser feita pelo próprio usuário por meio de uma válvula removível, permitindo assim que ele ajuste o grau das lentes de acordo com suas necessidades e em minutos.

Segundo a fabricante, suas lentes de 3,2 cm de diâmetro são protegidas por uma cobertura de policarbonato. Isso também facilita a sua limpeza e são recomendadas para uso diário. Seu tamanho é universal e está disponível em cinco cores:

Outro produto muito interessante dessa empresa é o Emergensee, classificado como “óculos de emergência”: uma solução temporária (já que sua qualidade óptica não é tão boa quanto a do P.O.V.) para aqueles que perderam ou quebraram seus óculos e não podem esperar pelo conserto/reposição do mesmo ou para pacientes que estão em tratamento e a visão varia, necessitando assim de ajustes constantes na dioptria das lentes.

Ela utiliza uma outra tecnologia que utiliza duas lentes móveis — também conhecidas como Alvarez Lens — que, ao se moverem, mudam a dioptria das lentes. Essa lente,  inventada pelo físico americano (e ganhador do prêmio Nobel) Luiz Alvarez, foi originalmente usada na linha de câmeras Polaroid Spectra. Agora, elas foram adaptadas pela Adlens para uso em lentes corretivas.

A grande vantagem desse sistema está na sua simplicidade da sua concepção, baixo custo de produção, e as lentes podem ser moldadas de diversos formatos. E como no caso das P.O.V., pode ser regulada pelo próprio usuário de acordo com a sua necessidade (de -6 até +3 dioptrias) e sem o uso de ferramentas. Isso também permite que outras pessoas possam compartilhar o seu uso ou mesmo ser doados para outras pessoas mais necessitadas.

Esses produtos estão sendo utilizados pela fundação Vision for a Nation que distribui óculos para populações subdesenvolvidas da África por acreditar que uma boa visão pode impactar positivamente na educação, acesso ao emprego, segurança e qualidade de vida de um indivíduo.

O Emergensee também está sendo utilizado no Japão para atender às vítimas do terremoto e tsunami da região de Fukushima que perderam seus óculos durante a tragédia.

Mais informações aqui.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Anderson Costa

    Não são um primor da beleza, mas para pessoas como eu, que são dependentes dos óculos, ter um desses a mão com um backup seria uma excelente idéia.

  • ótimas idéias.

    Mais ainda pela iniciativa de distribuição à população pobre/carente.

    Mas precisa de uma rede de distribuição no brasil pra valer a compra – pras horas que necessitamos de reparo nas lentes, armação, etc.

  • putz…. pra mim ainda faltam 3,75 graus!!!! uso 9,75 🙁

  • Thatiana

    A-D-O-R-E-I!!!