ZTOP

FujiFilm se rende ao SD

fuji_sd.JPG

Estava hoje brincando com a nova câmera Finepix Z10fd, da Fuji Film, quando notei algo muito curioso nessa digital: um slot adicional para cartão de memória SD. Até ai nada demais, se a companhia não tivesse inventado (junto com a Olympus) o padrão xD Picture Card – do qual as duas empresas se mantém fiéis.

Antes do xD, tanto a Fuji quanto a Olympus trabalhavam com o SmartMedia (SM) – um dos primeiros cartões de memória Flash do mercado (1995) – cuja capacidade de armazenamento empacou nos 128 MB, numa época em que formatos concorrentes como o Compact Flash (CF) ou o Memory Stick (MS) já ultrapassavam os 256 MB.

Isso provocou vários transtornos (para não dizer ira) tanto da Fuji quanto da a Olympus, já que isso significava uma desvantagem tecnológica para seus produtos, e a Toshiba – inventora do SmartMedia – parecia não esquentar a cabeça com isso, já que ela deixou de investir no SM em favor de um novo formato mais promissor – o Secure Digital (SD) – e esperava que as duas empresas migrassem para o novo cartão.

Por estranho que pareça, nenhuma delas comprou essa idéia e partiram para um novo formato concorrente. E foi assim que surgiu, em 2002, o xD Picture Card. Na época, um dos menores cartões do mercado e que, naquela época, já previa a demanda por cartões menores para atender a um novo mercado que poderia, no futuro, ser até maior que as câmeras fotograficas: os celulares multimí­dia e smartphones.

Passados quase cinco anos, o SD se consolidou como padrão dominante do mercado, introduziu variações ainda menores – como o Mini SD e Micro SD – para atender o mercado de celulares e até empresas como Canon e Nikon, antes fiéis ao CF, aos poucos se renderam ao SD.

Nesse cenário, somente a Fuji e a Olympus mantiveram o xD – principalmente na sua linha de compactos – isolando-se novamente no mercado, numa situação não muito mais confortável que na época do SmartMedia.

E agora, com a constatação de que a Fuji começa a abrir espaço para o SD, poderí­amos dizer que o xD é um padrão condenado?

Difí­cil dizer que não, mas se eu fosse um porta-voz da empresa eu já teria a resposta bem na ponta da lí­ngua: “Não estamos matando o xD, e sim atendendo aos desejos do consumidor, que gostaria de trabalhar com outro formato além do xD“.

(Por que esse sorriso amarelo? Não dizem que o cliente tem sempre razão???) >;^)

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Peter

    Já deixei de comprar uma câmera devido ao uso desse cartão xD (era uma Olympus). Meu notebook, meu mp3 e palm tem leitor de cartões SD. A vantagem do cartão SD é q vc pode usar em n coisas diferentes, mas o xD… até um leitor de cartões p/ ele é coisa difícil de encontrar. Enfim, morra xD! ahuahauhua