ZTOP

Epson Workforce M105: mais uma jato de tinta com tanque

Novo modelo imprime só em preto mas vem já com o “tanque cheio”, dois anos de garantia e um refil de brinde.

Sem fazer muito barulho, a Epson do Brasil ampliou sua linha de impressoras jato de tinta com tanque com dois novos modelos monocromáticos que vão bater de frente com as lasers de entrada no mercado de SMB. Entre elas está a nova Epson WorkForce M105 uma impressora que compensa a falta de cores com maior produtividade e desempenho:

Segundo a fabricante, sua velocidade de impressão de 15 ppm (páginas por minuto) no modo normal ou até 35 ppm no modo rascunho. Sua bandeja de entrada tem capacidade para 100 folhas ou dez envelopes e seu compartimento de saída tem capacidade para até 30 folhas. Ela se conecta com o PC via porta USB 2.0 ou rede Wi-Fi o que facilita a vida dos usuários de notebooks, tablets e smartphones. Fora isso, a M105 vem com dois anos de garantia de fábrica (ou 30 mil impressões) em vez dos 12 meses oferecidos pelos modelos mais voltados para o consumidor final.

Sob um certo ponto de vista a M105 é o sucessor direto da WorkForce K101 cujo foco também era de ser uma impressora voltada para uso departamental, grupos de trabalho e até mesmo pequenos escritórios que hoje utilizam impressoras a laser. A idéia nesse caso é de oferecer os mesmos atrativos de uma laser departamental num modelo a jato de tinta, cuja principal vantagem está na sua simplicidade e facilidade de uso, já que muitos usuários de PCs estão familiarizados com esse tipo de equipamento – o que também facilita a sua manutenção mesmo por pessoas não técnicas e que precisam apenas saber trocar cartucho de retirar papel atolado e não precisam mexer com cartucho de toner, cilindro de imagem, fusores e coisas do tipo.

Outra característica muito importante que pode passar meio desapercebida pela maioria dos usuários na hora da compra, é a questão do consumo de energia que, no caso das M105 é de apenas 13 watts (em uso), bem  menos que as lasers de linha.

Epson_M105_overall

Mas como tinha que ser, o grande atrativo desse modelo é seu sistema de tanque de tinta, com capacidade de imprimir aproximadamente 6.000 páginas (baseado no padrão ISO/IEC24712, com metodologia Epson), bem mais durável e resistente a água que as baseadas em corante usadas nos modelos em cores.

Epson_M105_tanque

E para recarregar esse tanque, a Epson lançou um novo frasco de tinta preta pigmentada modelo T774120 com preço sugerido de R$ 70. Segundo a empresa cada um desses frascos tem 140 ml de tinta (contra 70 ml dos modelos em cores), quantidade suficiente para as tais 6.000 impressões.

Vale a pena destacar que junto com a impressora, já vem dois frascos de tinta, o que é um interessante valor adicional já que após o investimento inicial na M105 o usuário poderá imprimir quase 12 mil páginas antes de pensar de repor a tinta.

Epson_M105_tinta

A Workforce M105 tem preço sugerido de R$ 700 e já pode ser encontrada da Staples. Mais informações aqui.

Ainda em tempo:

O segundo modelo lançado pela Epson é a Workforce M205 a versão multifuncional da M105 equipada com scanner de mesa de 1.200 dpi e também funciona como copiadora. Ela mede 43,5 x 22,6 x 37,7 cm (LxAxP) e 6 kg de peso e seu preço sugerido é de R$ 900:

 

Ainda em tempo — parte 2:

Passeando pelo site da Epson Brasil, eu notei que eles começaram a vender sistemas robotizados para automação industrial (uia!). 

Epson_robot_C3-IP67

Mais detalhes aqui.

 

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.