ZTOP

Elixir do dia: Oronamin C Drink

O Oronamin C pode ser considerado um dos precursores das chamadas bebidas energéticas e um ícone nos anos 1960 no Japão.

Passando por uma rua aqui em Kiyoto, eu topei numa lojinha com algo que sempre ouvi falar mas nunca tinha visto em cores e ao vivo: Oronamin C Drink (オロナミン C ドリンク = Oronamin Shi Dorinku) uma bedida gaseificada com mais de 50 anos de mercado e que podemos descrever como uma espécie de Cebion em garrafa.

Oronamin_C_compared2

Isso porque ele contém isoleucina e outros aminoácidos essenciais, assim como diversas vitaminas como B2,  B6 e C. Ele é produzido pela Otsuka Chemical Holdings Co., Ltd. que, por sinal também fabrica o notório Pocari Sweat (um tipo de Gatorade). Em 2011 ele ultrapassou a marca de 30 bilhões de unidades vendidas desde o seu lançamento em 1965, apoiado sempre por uma sólida campanha publicitária.

Sua garrafinha de vidro de 120 ml é meio que um ícone, como o potinho de Yakult aqui no Brasil. A original tinha uma tampinha tipo twist-off  mas depois de uma onda de pânico ocorrida nos anos 1980 envolvendo o surgimento de garrafas seladas com conteúdo adulterado (= veneno) esta foi substituída por um engenhoso sistema inviolável, que possui um anel de plástico…

Oronamin_C_tampinha

… que se abre como se fosse uma latinha de cerveja.

Oronamin_C_tampinha_abre

E como dá para ver, depois de aberto ela não pode ser reutilizada.

Oronamin_C_tampinha_usada

De fato, a bebida em si tem mesmo cara de remédio com seu tom verde limão meio radioativo que parece até brilhar sob uma lâmpada:

Oronamin_C_no_copo

E o sabor? Bom, a boa notícia é que ele não tem gosto de remédio. Ele é levemente doce com um pequeno  toque cítrico, mas nada que possa ser comparado a uma Fanta laranja ou similar. Pelo menos  no meu caso, não é  uma bebida que teria desejo de tomar a toda hora, e sim algo que a gente consome por acreditar que lhe fará bem como digamos, um Taffman-E. E apesar de ter cafeína na sua fórmula, o Oronamin não me parece ser algo “que te dá aaasas!”

Comprei essa garrafinha por 120 ienes. Mais informações aqui.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.