ZTOP

Dell fecha acordo com o Carrefour (na Europa)

O site de notí­cias The Inquirer noticiou hoje que a Dell fechou um acordo com o Grupo Carrefour para vender seus PCs nas 365 lojas da rede na Europa, em paí­ses como a Espanha, França e Bélgica e em “outros paí­ses” em 2008.

Durante o encontro de final de ano da Dell ocorrida ontem (26/11), representantes da empresa deixaram claro que eles desejam aumentar ainda mais a sua presença no varejo no próximo ano, e que já estão avaliando outros candidatos que poderiam vender PCs da Dell diretamente para o consumidor final.

Obviamente, o pessoal de Round Rock (Texas) não revelou com quem eles estão negociando, mas deixou a entender que a escolha levará em consideração alguns fatores, como minimizar conflitos de interesses e a área de atuação dessas lojas, que pode ser tanto regional quanto nacional.

Se lembrarmos que a rede Wal-Mart, começou a vender Dell no varejo a partir desse ano nos EUA e que a novidade chegou logo depois ao Brasil, fico imaginando se a filial brasileira da rede Carrefour não poderia fazer parte desses “outros paí­ses”.

E assim como o Wal-Mart, a rede Carrefour não tem loja eletrônica no Brasil, o que não conflitaria com o sistema de vendas diretas da Dell pela internet. Façam suas apostas…

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Paulo sergio

    Eu trabalho no Carrefor na area de eletro e tb aprovo a idéia de a dell vender pcs para os grandes grupos de hipermecados, se a dell permanecer com essa postura de vender diretamente no verejo acredito que se tornara lider no Brasil em pouco tempo,lembrando que o grupo carrefour tem mais de 140 lojas no Pais e tem como seu principal produto para vendas de computadores a empresa Epcom cce e hp,isso aumentaria mais a concorrecia entres as empresas tornando os produto
    mais baratos para o consumidor final.