ZTOP

Dell mostra novo XPS 13 e linha de entretenimento digital

A Dell anunciou hoje durante a CES sua nova linha de produtos para consumidor final. E deu mais um sinal de que os computadores com Windows estão tomando o lugar da Apple para criação de conteúdo digital.

Dell XPS 13 2-em-1

O notebook pequeno favorito deste ZTOP (tela InfinityEdge, quase sem bordas, de 13″ em corpinho de 11″) agora também é um dois-em-um conversível. Virá em versões com processador Intel Core de 7a geração e duração de bateria estimada em 15 horas. Nos EUA, será vendido por preços sugeridos a partir de US$ 999.99.

Note a adoção do USB-C – portas dos dois lados da máquina, ambas para carga, uma para vídeo (Thunderbolt): 

e é um tablet também:

Dell Inspiron 15 Gaming

Modelo que vai aparecer no próximo filme da Marvel, o Inspiron 15 Gaming é uma máquina Intel Core i7 e placa de vídeo GeForce GTX 1050 ou 1050Ti (“Pascal”), tela de 15″ com proteção contra reflexos (anti-glare) e um design bem interessante. Configurações a partir de US$ 799, já disponível no mercado norte-americano.

Dell XPS 27 All-in-One

É um tudo-em-um voltado ao mercado criativo/profissional: tela 4K sensível ao toque, áudio com qualidade profissional, versões com Intel Core i7 e Intel Xeon (no modelo Precision) e placa gráfica AMD Radeon Pro. Também já à venda nos EUA, pelo preço sugerido inicial de US$ 1.499.

Dell Canvas

É o projeto de PC imersivo que vimos um tempo atrás que se tornou realidade. O Canvas, na verdade, é só o grande tablet/interface de uso do computador – note que tem um notebook ligado no lado esquerdo e uma tela do tamanho que você quiser.  Me lembrou muito o Surface Pro, da Microsoft, e se encaixa no que falei lá no começo: se você edita vídeos, vai comprar um Macbook Pro com portas USB-C (e mais nada) ou um tablet-multifuncional como o Canvas?

O Canvas é uma tela de 27″ QHD que, na definição da Dell “pode ser usado em uma superfície plana ou angular para que profissionais criem, se comuniquem e expressem pensamentos e ideias como se estivessem usando papel e caneta”. Foi criado em parceria com a Microsoft e diz a Dell que funciona integrado a apps da Adobe, Autodesk, AVID, Dassault Systems, SolidWorks e Microsoft. Sai em março, com preço inicial de US$ 1.799.

Nagano comenta: Como o Henrique já disse acima, a primeira vez que vimos em cores e ao vivo o que seria o protótipo do Canvas foi numa apressada demo durante o Dell World 2014 na República Popular de Austin, só que, na época, ele era chamado de Smart Desk.

Confesso que depois da demo, não fiquei lá muuito impressionado com o que vi já que, para ser sincero, ele parecia ser uma versão meio capenga do Sprout  da HP que havia sido anunciado semanas antes:Fora isso a idéia de usar objetos físicos como barras, dials e penas para interagir com uma grande tela sensível ao toque já tinha sido explorada pelo Lenovo Horizon em 2013.

Já no ano seguinte durante a Dell World 2015 tive mais tempo para conversar com os desenvolvedores do Smart Desk e questionei sobre as reais chances desse produto competir com o Sprout.

A explicação que tive é que eles não seriam exatamente “concorrentes” já que, apesar do desktop da HP se destacar como uma ferramenta de criatividade — em especial na hora de capturar imagens e interagir com objetos físicos — ele não é tão eficiente quando falamos na precisão das medidas, ou seja, o Sprout pode até capturar a imagem de uma porca de 1/2 polegada (por meio da sua câmera RealSense) e transformá-la num modelo tridimensional de porca no PC.

Porém, nada garante que, ao ser projetada na sua superfície de trabalho ou impressa em 3D suas medidas batam com a porca original ou mesmo que ela possa ser rosqueada num parafuso real com rosca de 1/2 polegada!

Baseado nisso, a explicação que tive é que o Dell Smart Desk estaria mais para uma ferramenta de produtividade, com ênfase na precisão das suas escalas, o que cai como uma luva em aplicações mais profissionais como CAD, animações, modelagem em 3D, etc.

E no fim das contas, o anúncio hoje de que o Canvas já conta com o suporte de empresas de software como Adobe, Autodesk, Dassault Systems, etc. bate com o que me foi dito a dois anos atrás.

Legal né?

Monitor Dell UltraSharp 32 Ultra HD 8K

A Dell lançou o primeiro monitor com resolução 8K do mundo em uma tela de 32 polegadas. Números enormes: reproduz mais de 1 bilhão de cores em 280 pontos por polegada (ou quatro vezes mais conteúdo que 4K e 16 vezes mais que Full HD). Diz a Dell que o mercado consumidor desse monitor é o que precisa de zoom em profundidade de imagens – editores de foto e vídeo, pesquisadores e médicos, exploração de gás e óleo.  É extremamente nítido…

… e estava ligado a um PC rodando Windows. Consegue achar os ícones do sistema na imagem acima?

O monitor 8K começa a ser vendido em março nos EUA pelo preço sugerido de US$ 4.999.

E o Brasil?

Falei com Raquel Braga, gerente de marketing e produto da Dell Brasil para consumidor final, depois da coletiva. Em resumo, ainda estão avaliando quais produtos virão para o mercado local. Lembrando que a geração anterior do XPS 13 está à venda e produtos da série Inspiron também, não duvido que os novos modelos cheguem também.

Disclaimer: Henrique viajou a Vegas a convite da Dell Brasil. Fotos e opiniões são dele, assim como o transporte no ônibus de dois andares cheio de gente alternativa que circula pela cidade.

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • sigma7777777

    Esse Dell XPS seria perfeito se executasse também o Chrome OS de fevereiro que, por sua vez, será capaz de executar apps Android.

  • Meu XPS, vendido a um colega, funciona a quase 10 anos… E os componentes modulares da Dell são fáceis de comprar e trocar, dando uma excelente sobrevida aos sistemas.

  • brenopeck

    A Dell com certeza só trará os notebooks mais caros da série XPS e vai cobrar uns 15 paus por um notebook que poderia ter uma versão de 5 mil se não tivesse tanto penduricalho.

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien