ZTOP

Gadget do dia: Kit Colchão de ar & Edredom vestível BFT-001 da King Jim

Empresa de papelaria cria solução de baixo custo para aqueles forçados a passar uma ou mais noites no escritório devido a alguma situação de contingência.

Mais conhecida pela sua linha de produtos de escritório, a King Jim anunciou o chamado Kiru Futon & Ea-Matto BFT-001 (  着る布団&エアーマット) — algo como Colchão de Ar & Edredom Vestível modelo BFT-001.

Segundo a empresa, ele foi criado para atender as novas regras de segurança do governo japonês que diz que, na ocorrência de algum desastre natural — como um terremoto ou a passagem de um tufão — a população é orientada (ou mesmo forçada) a ficar no seu local de trabalho por um ou até mais dias, evitando assim a sobrecarga/colapso no sistema de transporte. O problema neste caso é como aguentar passar a noite, muitas vezes deitado sobre o chão duro e frio do escritório ou mesmo do abrigo? Em tempos de terremotos mundo afora, é uma boa ideia.

A solução bolada pela King Jim é um kit na forma de uma caixa de arquivo tamanho A4…

Cama_king_Jim_box

…  que contém uma espécie de macacão acolchoado de tamanho-único que pode ser usado como pijama ou mesmo agasalho, proporcionando assim grande mobilidade e liberdade de movimento se comparado, por exemplo, com um saco de dormir convencional, o que é algo muito conveniente, principalmente se o usuário for surpreendido por um novo acontecimento (como um abalo secundário) e tiver que sair correndo do local. A roupa é feita de poliéster acolchoado, mede 60 cm na cintura, tem 160 cm de comprimento e vem embalado num saco feito do mesmo material.

Cama_king_Jim_pijama

Já a segunda parte desse kit é formada por um colchão inflável de 70 x  288 cm e uma bomba manual que, depois de cheio, passa para 70 x 10 x 195 cm, criando assim um isolamento térmico, ao mesmo tempo que evita o contato direto com o chão duro. Ele é feito de uma mistura de nylon + polietileno e foi projetado para suportar até 200 kg de peso.

Cama_king_Jim_colchao1

Para mim, o grande atrativo desse produto está na sua versatilidade, facilidade de manejo/armazenamento. Seu preço sugerido é de 4.500 ienes (= R$ 99) e a previsão é que ele chegue no varejo japonês no mês que vem.

Cama_king_Jim_armazenamento

Mais informações aqui.

 Ainda em tempo:

Da série “na terra dos nipões fofurice não tem limites!” a King Jim também anunciou um novo sistema de etiquetagem eletrônica…

Hyori_system2

…que produz pequenas etiquetas coloridas  para ilustrar agendas, um hábito por sinal muito popular entre o público feminino de lá:

Hyori_system_agenda

A base desse sistema é a pequena etiquetadora térmica スケジュールシールプリンター“ひより” (= Sukejūrushīru purintā “Hiyori” ou mais exatamete, Schedule Printer “Hiyori”)  modelo MP365 (7.400 ienes = R$ 162) que imprime diretamente sobre masking tape “Koharu” ou fita adesiva “Tepra Lite”:

Hiori_tape_types

Porém, a grande novidade desse sistema é o “Hiyori PunchMMP1 (550 ienes = R$ 12), um dispositivo que recorta os selinhos da fita em 5 formatos diferentes, sendo que cada gabarito é vendido separadamente por 380 ienes (R$ 8,30):

Hyori_system_punch

O uso desse sistema é bem explicado no vídeo abaixo:

A previsão é que o Schedule Printer Hiyori chegue ao mercado no final de setembro de 2014. Mais informações aqui.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Toga

    Só o Nagano para nos trazer essas tecnologias de ponta japonesas.

    • Mario Nagano

      Post do Ztop garantido né? 🙂

  • Adriano De Lima

    Nagano você notou que na propaganda o cidadão fez barra na calça, mas no texto você informa que a “roupa” tem 160cm de Comprimento! O “modelo” tem 1,40m!!!!? O.o’ Japoneses em geral são tão baixinhos assim!?

    • Mario Nagano

      Eu tinha notado isso, mas a gente precisa ver que a altura do macacão não leva em consideração o pescoço + cabeça

      • Adriano De Lima

        É mesmo. Não havia considerado isso.

    • Mario Nagano

      Ah sim — se comparados como os caucasianos, os asiáticos em geral tem pernas mais curtas.