ZTOP

Gadget do dia: Blackphone

Da série “smartphones para paranoicos“, o Blackphone, anunciado hoje e que entra em pré-venda no final de fevereiro, promete ser o primeiro aparelho completamente seguro e protegido.

O aparelho, criado por uma parceria entre o pessoal da Geeksphone (que faz aparelhos com Firefox OS, por exemplo) e da Silent Circle, de Phil Zimmermann, criador do PGP. O Blackphone roda um sistema operacional chamado PrivatOS, baseado em Android, e que deve utilizar as soluções de segurança para mobilidade da Silent Circle integradas ao OS.

O segredo das camadas de segurança? VPN (rede privada virtual) conectada todo o tempo ao telefone e zero interferências de terceiros – nada de apps de operadoras ou varejistas, já que o dispositivo só será vendido desbloqueado. O público-alvo desse tipo de aparelho são corporações preocupadas com roubo de dados, pelo que dá a entender ao ler o site da companhia.

blackphone-dest

A desenvolvedora do Blackphone não deu muitos detalhes sobre hardware e demais configurações – isso fica mais para o lançamento oficial do produto no Mobile World Congress, em Barcelona, no fim de fevereiro.

Mas dizem, no site oficial já em português, que:

“Ele possui todos os recursos necessários para fazer tudo o que você precisa, bem como todas as coisas que você quer, enquanto mantém sua privacidade e segurança, dando-lhe a liberdade de escolher sua operadora, seus aplicativos e sua localização.

As ferramentas instaladas no Blackphone lhe dão tudo o que você precisa para se apropriar de sua presença e pegadas digitais móveis, e assegurar que nenhuma outra pessoa possa vigiá-lo sem seu conhecimento.”

Nada de preço ou mais fotos por enquanto. Saberemos mais em fevereiro.

[Blackphone]

 

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin