ZTOP

Apple vende meio milhão de iPhones em um fim de semana

A afirmação é da empresa norte-americana de análise de mercado Piper Jaffray, que originalmente havia estimado a venda de 200 mil unidades nos primeiros dias. Números oficiais provavelmente serão divulgados pela Apple quando as vendas atingirem um milhão de unidades, o que, dado o ritmo atual, não deve demorar muito. Apesar das longas filas na porta das lojas na sexta-feira, dia do lançamento oficial, não houve falta do produto nas lojas da Apple. No domingo a maioria delas, de acordo com o iPhone Finder no site da empresa, ainda tinha o aparelho em estoque.

A Piper Jaffray também estima que em três cidades norte-americanas (San Francisco, New York e Minneapolis), 95% dos clientes compraram a versão de 8 GB, mais cara (US$ 600). Fazendo uma continha rápida de padeiro, isso significa US$ 297.500.000,00. Sim, duzentos e noventa e sete milhões de dólares. Nada mal.

E aguardem, ainda hoje no pcmag.com.br, já está no ar nosso mega-review do iPhone. O artigo mais completo na imprensa nacional, com o equivalente a oito páginas na revista impressa, esmiuçando cada detalhe, da qualidade de chamadas ao acesso í  internet. Nossos especialistas nos EUA o acharam muito divertido, mas nem tudo são flores!

  • Fiquei decepcionado ao ler “O artigo mais completo na imprensa nacional” e perceber que na verdade a matéria era meramente uma tradução do que foi publicado pela PCmag gringa. Eu esperava algo além do óbvio e malhação gratuita à versão, ainda, 1.0 do gadget… snif.

  • Caio,

    A afirmação não é incorreta. É mesmo o artigo mais completo já publicado por aqui. Por mais que adorássemos fazer um review “in loco” do iPhone, isso não é possível. A Apple Brasil nunca sequer viu a cor de um (é, tentamos) e não adianta trazer um dos EUA, já que a parte mais interessante (telefonia) não vai funcionar em Terra Brazillis (embora já existam “truques” pra usá-lo apenas como iPod/PDA sem um SIM card válido).

    Quanto à “malhação”, também não concordo com partes do texto, mas a opinião do autor original tem que ser respeitada na tradução. O Sascha é conhecido por ser um pouco “rigoroso demais” em suas opiniões, e isso se reflete no conteúdo. Mas note também a nota final, 4, que em nossa escala de 0 a 5 significa “muito bom”.

  • Sim, tanto é que dá a impressão de ser uma malhação “a priori”, de propósito esperando um iPhone 2.0. Algo como: se malharmos o máximo possível as coisas que nós ADORARÍAMOS ver, talvez a Apple ceda em pelo menos 1/3 delas, o que já estará ótimo pra todo mundo no update do produto. Eu acho 🙂