ZTOP

A TV digital (finalmente) está chegando

Depois de anos de discussão, negociação e alguns alarmes falsos, parece que a TV Digital finalmente está chegando ao Brasil. A Samsung fez hoje, em seu showroom “Samsung Experience” no Shopping Morumbi, em São Paulo, uma das primeiras demonstrações públicas da TV Digital brasileira, usando TVs LCD e decodificadores próprios e sinal experimental transmitido, via ar, pela Rede Globo.

Duas TVs LCD Full HD transmitiam o sinal da Rede Globo

Dois aparelhos transmitiam as imagens, ambos TVs LCD Full HD (com resolução 1080p, ou seja, 1920×1080 pixels em Progressive Scan). Um dos aparelhos tinha um decoder de sinal interno, enquanto o outro estava conectado a um protótipo de uma set-top box. Aliás, creio que a Samsung é a primeira empresa a mostrar sua set-top box para a TV Digital Brasileira. Não havia diferença visí­vel de qualidade de imagem entre os dois aparelhos.

O sinal era composto por um conjunto de cenas de vários programas da Rede Globo, de novelas a trechos da final da copa do mundo de 2002. A emissora ainda está experimentando com a tecnologia de codificação e conversão do conteúdo já existente para um formato de alta definição. Apesar de impressionante, era possí­vel notar certos artefatos de codificação (granulação, suavização, blocagem em cenas de ação) na imagem quando vista bem de perto. Coisa que, com certeza, estará resolvida até o iní­cio das transmissões oficiais, programadas para o fim do ano.

Interessante notar que na mesma “banda” do sinal de alta definição as emissoras podem transmitir um segundo sinal, para dispositivos móveis. Isso foi demonstrado com um notebook, no qual havia um “dongle” USB para decodificação do sinal, que tem resolução e qualidade menores, já que se destina a aparelhos como telas portáteis e celulares. O notebook mostrava o sinal da programação normal da Rede Globo.

As emissoras também podem transmitir um sinal para dispositivos móveis

O cronograma do governo especifica o iní­cio das transmissões para dezembro de 2007. Mesmo que o prazo seja cumprido, isso não significa o fim do processo de desenvolvimento da tecnologia. A plataforma de interatividade usada em nosso sistema de TV Digital, batizada de “Ginga”, ainda não está completamente definida, e pode ser que as primeiras transmissões e receptores excluam esse componente. Nesse caso, os “early adopters” teriam de, mais tarde, investir em uma nova set-top box com interatividade, ou esperar alguma possibilidade de upgrade oferecida pelo fabricante.

Preços não foram mencionados. Segundo executivos da Samsung, eles já sabem o custo dos componentes da set-top box, mas ainda há uma série de fatores em consideração, como custo final de produção, impostos, incentivos fiscais e afins.

Vejam um videozinho da demonstração a seguir:

  • ASF

    Ok, ok, se a TV digital brasileira vai funcionar mesmo com DRM (infelizmente), pelo menos vão oferecer compatibilidade ‘off the shelf’ para decodificadores no GNU/Linux? Em caso negativo e se o governo não pressionar isso como exigência, será uma tremenda contradição para um governo que se diz apoiador e proponente do software livre.

    Nesse caso, da negativa, e os usuários do programa computador para todos? Serão então estimulados a adotar softtware pirata para poder assistir a TV digital?

    Abraço,

    ASF

  • Antonio,

    Ninguem mencionou nada sobre DRM ou Software Livre durante a coletiva.

  • Pingback:   Review: Positivo DigiTV by Zumo Blog: Tecnologia. Opinião. Inteligência.()